INNOVATION AND EXCELLENCE SINCE 1992
Início
  >  
Categorias
  >  
Articulações
  >  
Joint Support Formula
Joint Support Formula
Joint Support Formula
Fórmula especialmente concebida para as articulações
  • Associa compostos que contribuem para a formação e a manutenção do tecido cartilagíneo (condroitina, glucosamina, MSM…).
  • Destinado a aliviar as dores e os sintomas da artrose.
  • Contém ingredientes que podem contribuir para atrasar a evolução da artrose.

Quantidade : 90 comprimidos 47.00 €
(55.37 US$)
juntar ao cesto

+Certificado de Análise

Partilhe o seu testemunho
O complemento alimentar Joint Support Formula foi especialmente concebido para optimizar a saúde das articulações a partir de uma ampla amostra de trabalhos científicos. Integra nomeadamente substâncias de origem natural como a glucosamina e a condroitina, as duas objecto de inúmeras meta análises que concluíram a sua eficácia para aliviar os sintomas da artrose1-5.

Glucosamina e condroitina: as duas estrelas da terapia natural anti artrose

Contrariamente às aparências, a glucosamina não é uma molécula criada pela indústria farmacêutica; trata-se de uma substância fabricada naturalmente pelo organismo a partir da glutamina e da glicose. Desempenha um papel fundamental na manutenção da integridade das articulações, e nomeadamente da cartilagem. Hoje em dia sabe-se, por exemplo, que quando o processo de fabrico da glucosamina fica desregulado, a cartilagem degenera e a artrose desenvolve-se. É por esta razão que ela faz parte das substâncias naturais mais estudadas para aliviar a artrose; os estudos publicados sobre este assunto contam-se aos milhares e a grande maioria das meta análises concluem pela sua eficácia para aliviar a artrose1-5. Alguns desses estudos indicam mesmo que ela pode contribuir para travar a evolução da doença, contrariamente aos analgésicos de tipo AINS que têm tendência para agravar o processo. Não é portanto por acaso que a Osteoarthritis Research Society International (OARSI) inclui a glucosamina nos tratamentos que podem ser utilizados pelas vítimas da artrose. Em Joint Support Formula, ela apresenta-se na forma de sulfato de glucosamina (a forma preferida pelos estudos) de origem marinha (a partir da carapaça de determinados crustáceos). Logo a seguir à glucosamina, encontramos a condroitina, uma outra molécula naturalmente produzida pelo organismo cuja eficácia está bem documentada6-9. Trata-se de um constituinte essencial da cartilagem que contribui para garantir a retenção de água e manter a elasticidade, a firmeza e a flexibilidade das articulações. Tal como a glucosamina, a condroitina é conhecida por aliviar as dores da artrose; pensa-se que ele contribuiria para lutar contra a inflamação e propiciaria a reconstrução da cartilagem inibindo a enzima que a destrói (a hialuronidase) e os osteoclastos, células que estão envolvidas na perda de substância óssea. Em Joint Support Formula, ela é de origem marinha, ao passo que a grande maioria dos suplementos são fabricados a partir de cartilagem de bovinos ou de porcos. Como o índice de absorção da molécula é baixo, é preciso desconfiar dos suplementos que contêm menos de 800 mg por dose diária (Joint Support Formula contém 1200 mg).

Ácido hialurónico, boro e MSM – princípios activos com grande interesse

Joint Support Formula integra também 3 compostos que apaixonam actualmente a investigação científica: o ácido hialurónico, o boro e o metil-sulfonil-metano (MSM). Muito utilizado no plano cosmético, o ácido hialurónico poderia igualmente apresentar interesse para a saúde das articulações. A sua capacidade de fixar mais de 500 vezes o seu peso em água é particularmente interessante pois poderia permitir-lhe desempenhar um papel de amortecedor e de lubrificante ao nível da cartilagem e, por conseguinte, reduzir potencialmente a fricção entre os ossos. É claramente um dos mecanismos mais credíveis que podem explicar a sua acção supostamente analgésica. A fórmula contém também boro (2,5 mg por dose), um oligoelementos que desempenha um papel em vários processos fisiológicos, como o desenvolvimento dos ossos e o metabolismo do cálcio. Os dados científicos não são ainda totalmente unânimes, mas vários autores mostraram que a frequência dos problemas de artrite era nitidamente mais elevada em indivíduos que consomem menos de 1 mg de boro por dia. É evidente, por outro lado, que quem sofre de artrose apresenta sempre um índice de boro (ao nível dos ossos e do líquido sinovial) inferior ao dos indivíduos saudáveis. Estas duas associações incontestáveis levaram alguns autores a recomendar o consumo de 3 a 6 mg de boro por dia (que encontramos em pequenas quantidades nos frutos secos, nas leguminosas, nas frutas e nos legumes) como prevenção ou tratamento da artrose. Por fim, quem concebeu Joint Support Formula não esqueceu o metilsulfonilmetano (MSM) , um composto de enxofre que encontramos em quantidades baixas em vários alimentos (frutas e legumes, alga, frutos do mar ou carne). Há já algum tempo que se suspeita que também ele atenua as dores da artrose (propiciando o conforto articular), tendo vários estudos demonstrado a sua eficácia pelo menos a curto prazo11. Vários livros foram consagrados a este suplemento, mas as hipóteses formuladas para explicar os seus efeitos continuam ainda em suspenso; a mais séria repousa na sua riqueza em compostos de enxofre.

Vitamina C, sílica e manganésio – as cerejas no topo do bolo

Para coroar o todo, quem concebeu Joint Support Formula pensou em integrar 3 compostos adicionais: a vitamina C cujos efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios já não precisam de apresentação, o manganésio, que é um nutriente essencial à formação dos ossos, e o silício, um elemento químico que encontramos em alguns vegetais (neste caso, Bambusa vulgaris) e que poderia ter um efeito positivo nas pessoas que sofrem de problemas articulares. Trata-se de uma fórmula que reúne ingredientes de entre os mais estudados ou que apresentam um interesse para melhorar a saúde das articulações. É utilizada para aliviar as dores e pode constituir uma alternativa credível aos AINS, cujos efeitos secundários a longo prazo estão cada vez mais bem identificados. A sua utilização destina-se por isso a quem sofre de problemas articulares, nomeadamente de artrose; é possível ajustar as tomas em função das dores sentidas, sem ultrapassar contudo os 3 comprimidos por dia. Para aliviar as dores articulares estão disponíveis outras fórmulas inovadoras. É, por exemplo, possível apostar em proteínas envolvidas na regeneração articular e óssea: as proteínas morfogenéticas ósseas. A fórmula UC-II® permite tirar partido da única forma patenteada de colagénio de tipo II nativa não desnaturada. Encontre também uma forma melhorada de metil-sulfonil-metano (MSM), uma das moléculas mais estudadas no que toca à saúde das articulações.



Referências
1. Towheed TE, Maxwell L, et al. Glucosamine therapy for treating osteoarthritis. Cochrane Database Syst Rev. 18 Abr. 2005; (2): CD002946. Revisão.
2. Richy F, Bruyere O, et al. Structural and symptomatic efficacy of glucosamine and chondroitin in knee osteoarthritis: a comprehensive meta-analysis. Arch Intern Med. 14 Jul. 2003; 163(13): 1514-22.
3. Evaluation of symptomatic slow-acting drugs in osteoarthritis using the GRADE system. Bruyère O, Burlet N, et al. BMC Musculoskelet Disord. 16 Dez. 2008; 9: 165.
4. Dietary supplements for osteoarthritis. Gregory PJ, Sperry M, Wilson AF. Am Fam Physician. 15 Jan. 2008; 77(2): 177-84. Revisão
5. The clinical effectiveness of glucosamine and chondroitin supplements in slowing or arresting progression of osteoarthritis of the knee: a systematic review and economic evaluation. Black C, Clar C, Henderson R et al. Health Technol Assess. Nov. 2009; 13(52): 1-148. Revisão.
6. Richy F, Bruyere O, et al. Structural and symptomatic efficacy of glucosamine and chondroitin in knee osteoarthritis: a comprehensive meta-analysis. Arch Intern Med. 14 Jul. 2003; 163(13): 1514-22.
7. Uebelhart D. Clinical review of chondroitin sulfate in osteoarthritis. Osteoarthritis Cartilage. 2008; 16 Suppl 3: S19-21. Revisão.
8. Lamari FN. The potential of chondroitin sulfate as a therapeutic agent. Connect Tissue Res. 2008; 49(3): 289-92. Revisão.
9. Monfort J, Martel-Pelletier J, Pelletier JP. Chondroitin sulphate for symptomatic osteoarthritis: critical appraisal of meta-analyses. Curr Med Res Opin. Mai. 2008; 24(5): 1303-8. Revisão.
10. Newnham RE. Essentiality of boron for healthy bones and joints.Environ Health Perspect 1994 Nov; 102 Suppl 7: 83-5.
11. Xie Q, Shi R, et al. Effects of AR7 Joint Complex on arthralgia for patients with osteoarthritis: results of a three-month study in Shanghai, China. Nutr J. 27 Out. 2008; 7: 31.
Dose diária: 3 comprimidos
Número de doses por caixa: 30

Quantidade por dose

Sulfato de glucosamina (de origem marinha) 1 500 mg
Sulfato de condroitina (de origem marinha) 1 200 mg
Metil-sulfonil-metano (MSM) 500 mg
Ácido hialurónico 80 mg
Boro (frutoborato de cálcio) 2,5 mg
Vitamina C 60 mg
Sulfato de manganésio (fornecendo 0,66 mg de manganésio elementar) 2 mg
Silício (de 40 mg de extracto de Bambusa vulgaris, 75% de silício) 30 mg
Outros ingredientes: celulose microcristalina, estearato de magnésio, dióxido de silício.


Tomar três comprimidos por dia.
Atenção: não tomar em caso de alergia ao peixe ou a crustáceos.

Precauções: Não exceda a dose diária recomendada. Este produto é um suplemento nutricional que não devem substituir uma dieta variada e equilibrada. Manter fora do alcance das crianças. Armazenar longe de luz, calor e umidade. Como com qualquer suplemento nutricional, consulte um profissional de saúde antes de usar se estiver grávida, amamentando ou se você tiver um problema de saúde.

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
Continuar as minhas compras