Supersmart: Venda de complementos alimentares, suplementos nutricionais, vitaminas, produtos anti-idade, antioxidantes, fitonutrientes, para recuperar e manter uma boa saúde

Venda online de complementos alimentares e de suplementos nutricionais

Esta página em francês
Esta página em inglês
Esta página em alemão
Esta página em espanhol
Esta página em italiano
Esta página em neerlandês
Esta página em português
Início
|
Ajuda
|
Quem somos ?
|
Contacto
Lista de desejos
Carrinho vazio
Identifique-se | Inscreva-se
Programa de fidelização
A qualidade acima de tudo!
Satisfeito ou reembolsado
Condições de venda
Documentos
Pagamento seguro
Subscrição
Super-nutrition: informação, aconselhamento e venda de Suplemento hormonal 7-Keto, DHEA, melatonina, pregnenolon
Nutranews: informação e actualidade sobre saúde, nutrição e prevenção do envelhecimento
Vitamin D3 5000 UI
Para compensar os perigosos défices de vitamina D
Vitamina lipossolúvel na forma oleosa = melhor biodisponibilidade
Preço 18.00 €
(0.00 US$)
Quantidade
60 softgels
Disponibilidade : ruptura temporária
Praticamente todas as semanas são publicados um ou vários estudos científicos sobre os perigos de um défice em vitamina D ou sobre os seus efeitos benéficos.

¤ Durante muito tempo pensou-se que a vitamina D era indispensável, sobretudo, para a saúde dos ossos. Mas os cientistas continuam a demonstrar o papel fundamental que desempenha na divisão e na diferenciação celular, bem como a influência que tem no sistema imunitário. Um nível insuficiente de vitamina D está ligado a praticamente todos os problemas relacionados com o envelhecimento, incluindo os riscos de fractura, o cancro, as doenças vasculares, a diabetes, a doença de Parkinson ou a inflamação crónica. Ao invés, com níveis mais elevados de vitamina D, observam-se nitidamente menos constipações, gripes ou outras infecções.

¤ Segundo o estudo francês SUVIMAX, a alimentação apenas fornecerá em média 136 UI de vitamina D, principalmente com o consumo de peixes gordos como a cavala, o arenque, o salmão (400-800 UI/100 g), marisco (200-300 UI/100 g) ou ainda sardinha em conserva (100 UI/100 g). Assim, muito pouco presente na alimentação, é essencialmente sintetizada (dois terços) nos dias de bom tempo, por efeito dos UVB, a partir de um derivado do colesterol, o 7-dehidrocolesterol. Contudo, para uma síntese ideal da vitamina D pelo organismo, seria necessário expor os braços, o torso e as pernas diariamente, desde Março, durante 10 a 15 minutos a meio do dia, caso contrário não haveria suficientes UVB e demasiados UVA. Além disso, no Verão, os raios eficazes não excedem 80% dos raios totais, em virtude de uma nebulosidade mais ou menos acentuadas. E por fim, a partir de Outubro, os raios UVB tornam-se insuficientes e mesmo a prática de desportos de Inverno não chega para sintetizar esta preciosa vitamina.

¤ Assim, a constatação é evidente: as populações dos países ocidentais, quer se trate de França, Bélgica, Estados-Unidos, Suíça ou Canadá, possuem níveis muito insuficientes de vitamina D – especialmente nos meses de Inverno. Na maioria dos países desenvolvidos, as doses diárias recomendadas são demasiado fracas para proteger a saúde. Em França, por exemplo, os aportes nutricionais aconselhados (ANC) para um adulto são infelizmente dramaticamente baixos, pois são fixados em apenas 200 UI (5 µg) por dia. Na verdade, as necessidades de vitamina D são dez a vinte superiores ao estipulado por esta norma, pois o organismo utiliza-a diariamente em quantidades até 5000 UI.

¤ Em 2007, quinze investigadores, bioquímicos, médicos, epidemiologistas e especialistas em saúde pública denunciaram esta situação, que conduz a carências marcadas em vitamina D nas populações do hemisfério Norte. Estes investigadores estimavam que as necessidades em vitamina D são próximas de 1000 UI por dia. No início de 2010, quarenta cientistas internacionais lançaram um apelo destinado a sensibilizar os médicos para a importância da vitamina D na prevenção da osteoporose, das doenças cardíacas e do cancro. Segundo estes cientistas, para a população no seu todo, recomenda-se a toma de um suplemento com 1000 a 2000 UI, particularmente durante os meses de Outono e Inverno, para prover as necessidades de vitamina D.

¤ A partir do Outono, seria necessário dosear o seu nível sanguíneo de 25(OH)D3 e visar 30-60 ng/ml (75-150 nmol/ml), sabendo que os estudos demonstram, por exemplo, uma protecção ideal contra o cancro da mama a partir de 52 ng/ml.

¤ Mas, sem ter forçosamente recurso à dosagem sanguínea de vitamina D, é importante conhecer os “factores de risco” que podem levar a um fraco nível de vitamina D circulante:
    • Viver numa cidade ou numa região com poluição atmosférica, pois o SO2 absorve os raios UV.
    • Usar vestuário comprido durante todo o ano.
    • Ter uma pele pigmentada (bronzeado, pele morena ou negra).
    • Ter mais de 70 anos pois, nesta idade, a síntese de D3 é quatro vezes inferior dado que a pele se tornou mais fina.
    • Ter excesso de peso pois a D3 é guardada nos adipócitos.
    • Utilizar de forma sistemática cremes anti-UVB (índice > 15), pois estes podem reduzir em 99% a penetração dos UVB na pele.
    • Expor-se por trás de um vidro (marquise, por exemplo), pois o vidro absorve todos os UVB.
    • Não comer peixes gordos (menos de uma vez por semana).
    • Praticar pouco exercício físico ao ar livre.
    • Estar frequentemente doente (constipações constantes).
    • Tomar medicamentos anticonvulsivantes, corticosteróides ou anti-retrovirais.
    • Sofrer de insuficiência renal ou hepática, hipertiroidismo, doença de Crohn ou doença celíaca.
As investigações indicam que uma dose de 5000 UI por dia poderia ter múltiplos efeitos benéficos numa grande maioria da população. É também esta a dose recomendada pelo Vitamin D Council. Pode mesmo ser utilizada sem riscos em doses que podem ir até 10 000 UI/dia. Além disso, tomar estas doses diariamente permite reproduzir o que se passa quando nos expomos diariamente ao sol e, sobretudo, ajustar a posologia consoante as necessidades, que diferem de pessoa para pessoa.

Uma nova forma galénica para uma maior biodisponibilidade
A vitamina D3 é naturalmente uma vitamina lipossolúvel, ou seja, solúvel nas gorduras. Apesar da forma seca manifestar uma actividade real, notou-se em inúmeros utilizadores que a forma oleosa era mais bem absorvida e mais biodisponível quando utilizava uma base lipídica. Testes de dosagens sanguíneas comparativos mostraram, em sujeitos que utilizaram as duas formas, um aumento significativo do nível de 25(OH)D3 em favor da forma oleosa. Optámos, por isso, por esta melhoria da vitamina D3 5000 UI para que cada um escolha a dosagem e a forma que mais lhe convém.
Dose journalière : 1 softgel
Nombre de doses par boîte : 60
Quantidade por dose
Vitamina D3 5000 UI
Outros ingredientes: Celulose microcristalina, estearato de magnésio (E572), dióxido de silício (E551).


adultos. Tomar um softgel por dia ou seguir as indicações do seu terapeuta.
Atenção: Para além de 2000 UI por dia é aconselhável fazer uma análise a 25-hidroxi vitamina D. Em caso de doença renal, não tomar vitamina D3 sem se aconselhar com o seu terapeuta. Não ultrapassar as 10 000 UI por dia, em todas as suas formas combinadas, sem recomendação do seu terapeuta.

Precauções: Não exceda a dose diária recomendada. Este produto é um suplemento nutricional que não devem substituir uma dieta variada e equilibrada. Manter fora do alcance das crianças. Armazenar longe de luz, calor e umidade. Como com qualquer suplemento nutricional, consulte um profissional de saúde antes de usar se estiver grávida, amamentando ou se você tiver um problema de saúde.
Descarregar gratuitamente o nosso catálogo
SuperSmart : Venda de complementos alimentares, suplementos nutricionais
Envio grátis
Satisfeito ou reembolsado
Contacto
Perguntas frequentes
Pagamento seguro
© 1997-2014 Fondation pour le Libre Choix
Reservados todos os direitos de reprodução