INNOVATION AND EXCELLENCE SINCE 1992
Início
  >  
Categorias
  >  
Desintoxicação
  >  
Zeropollution
Zeropollution
Novo
Zeropollution
A primeira fórmula 100% natural anti-poluição
  • Baseada em 4 extratos de plantas enriquecidos em princípios activos (alecrim, oliveira, lúcia-lima, sophora do Japão).
  • Contribui para proteger a reparar os danos infligidos à pele pela poluição.
  • Excipientes seguros e 100% naturais (acácia e farelo de arroz).
see review

Quantidade : 60 Cáps. veg. 125 mg 27.00 €
(30.85 US$)
juntar ao cesto

+Certificado de Análise

Muitos citadinos notam que a sua pele não está tão bonita como quando viviam no campo. E a ciência dá-lhes razão: a poluição faz envelhecer prematuramente a pele, destrói a sua película hidrolipídica e altera a renovação celular. Zeropollution® foi concebido para combater este fenómeno que arrisca agravar-se nos próximos anos… Utiliza-se tanto em aplicação na pele como por via oral.

A quem se destina o complemento alimentar Zeropollution®?

A comunidade científica é unânime: toda a população urbana é atualmente afetada pela poluição. Estima-se que 92% da população ocidental vive nas cidades, onde a qualidade do ar não é satisfatória. Zeropollution® destina-se à população urbana, mais particularmente a determinados grupos de pessoas em risco acrescido:

  • As pessoas que vivem próximo de nós rodoviários com muito tráfego ou em zonas de trânsito denso.
  • As pessoas que vivem nas grandes cidades ou próximo de zonas comerciais e industriais (este facto aumenta a frequência da tosse, de eritemas, de prurido e de irritações oculares).
  • As pessoas que vivem em zonas com muito sol.
  • As pessoas que têm a impressão de estar a envelhecer depressa.
  • As pessoas stressadas cujo sono não é de boa qualidade.
  • As pessoas que praticam uma atividade física ao ar livre em meio urbano.
  • As pessoas com mais de 50 anos.
  • As pessoas vítimas de problemas dermatológicos.
  • As pessoas com doenças cardiovasculares.
  • As pessoas que têm a pele sensível.

Não morriam todos dela, mas eram todos afetados”, conta Jean de la Fontaine em Les animaux malades de la peste. É um pouco o que se passa com a poluição; em 2002, a OMS estimou que cerca de 1,4% de todas as mortes prematuras no mundo se deviam à poluição do ar exterior no meio urbano, mas não forneceu as estatísticas relativas ao agravamento das doenças e ao surgimento de problemas de pele (envelhecimento prematuro, alergias, hipersensibilidade…) ligado a esta mesma poluição.

5 boas razões para experimentar Zeropollution®

zeropollution


  1. A atividade humana não deixa de se intensificar em todo o planeta (indústria, climatização, transportes); a poluição é por isso um fenómeno que tende a agravar-se.
  2. A pele é o primeiro órgão do corpo humano em contacto direto com o ambiente exterior.
  3. Estudos in vitro e in vivo mostraram que os poluentes tinham uma influência nefasta na qualidade da pele e nos mecanismos celulares subjacentes.
  4. As manifestações da alteração e do envelhecimento da pele são imediatamente visíveis: rugas grosseiras, manchas de pigmentação, secura da pele, elastoses…
  5. Os problemas de pele como o eczema, a acne, as alergias ou a psoríase aumentam constantemente nos países industrializados.

De que é composto Zeropollution® e quais os seus benefícios?

Zeropollution® é uma fórmula 100% natural que contém 4 extratos de plantas rigorosamente selecionadas pelo seu poder antioxidante e pela capacidade que têm de proteger da poluição. São todos enriquecidos em princípios activos para garantir uma eficácia máxima.

Extrato de Sophora japonica enriquecido em quercetina

ASophora japonica é uma árvore de grande porte originária da China inscrita na lista da farmacopeia europeia. Os seus botões florais contêm rutina e quercetina – dois flavonóides reputados pela sua atividade antioxidante e pelos seus efeitos na permeabilidade capilar. Vários estudos mostraram que o foto envelhecimento diminui quando se aplica na pele antioxidantes como a quercetina. Esta seria capaz de aumentar a produção de glutatião e a atividade da superóxido dismutase, dois antioxidantes endógenos, mas também de inibir a formação de produtos de glicação existentes no colagénio da pele.

Extrato de alecrim enriquecido em carnosol e em ácido carnósico

Trabalhos in vitro e realizados em animais mostram que o alecrim pode inibir a proliferação de células cancerosas e prevenir a sua formação (1-3). Estes efeitos, que interessam muito aos dermatologistas (4), ficariam a dever-se a dois compostos polifenólicos do alecrim – o carnosol e o ácido carnósico (5).

Lúcia-lima enriquecido em verbascósido

As folhas de lúcia-lima são reconhecidas pelas suas virtudes calmantes e antioxidantes. O extrato contido em Zeropollution® foi enriquecido em verbascósido – um polifenol antioxidante notável que contribui igualmente para reduzir a inflamação.

Extrato natural de oliveira enriquecido em oleuropeína

A oliveira é uma fonte incomparável de vitamina E, reconhecida pelo seu papel protetor contra os agentes oxidantes e o stress oxidativo. O seu extrato é aqui enriquecido em oleuropeína, um composto fenólico que contém potentes propriedades antioxidantes e que é responsável pelo gosto amargo do azeite extra virgem.

Esta mistura sinérgica de extratos naturais foi concebida para contribuir para 4 efeitos principais:

  • Aumentar a resistência ao stress oxidativo causado pela poluição.
  • Contribuir para reduzir a inflamação da pele.
  • Proteger a pele dos raios UV.
  • Inibir a super ativação do AhR induzida pela poluição.

Quais são os verdadeiros efeitos da poluição na nossa saúde e na pele?

Poluição na cidade

Os cientistas compreendem cada vez melhor os mecanismos fisiológicos que explicam as ligações demonstradas entre a saúde da pele e a poluição do ar (6-7). Quando a pele entra em contacto com poluentes, produz-se uma cascata de reações que levam à libertação de inúmeros compostos tóxicos denominados radicais livres.

As substâncias tóxicas como os poluentes conseguem ativar um composto muito particular presente nas células da pele, o AhR (recetor dos hidrocarbonetos aromáticos). Numa situação normal, ele é captado por um complexo de proteínas e não tem por conseguinte qualquer efeito nas estruturas celulares. Mas, quando é ativado por poluentes, liberta-se do seu complexo, migra para o núcleo e desencadeia a expressão de genes envolvidos na produção de radicais livres, na hiperpigmentação, na inflamação e na imunossupressão (8). É igualmente capaz de interagir com raios UV-B do sol, o que provoca danos ainda mais graves.

Este fenómeno vai produzir inúmeros efeitos indesejados nas células da pele, por efeito dominó:

  • a alteração das barreiras da pele;
  • a perturbação da microflora;
  • o aumento do stress oxidativo pela produção de espécies reativas de oxigénio;
  • uma resposta inflamatória;
  • o aumento da atividade das metalo-proteases e a ativação conjunta da degradação do colagénio;
  • a destruição da película hidrolipídica da pele;
  • a modificação do metabolismo dos lípidos da camada córnea;
  • a produção aumentada de sebo (pele brilhante);
  • o esgotamento das vitaminas E e C, os principais antioxidantes da pele;
  • a alteração dos telómeros, as extremidades de cromossomas que estão na origem do envelhecimento;
  • a desorganização dos tecidos cutâneos pela diminuição das concentrações de cálcio.


Quais são as principais fontes de poluição?

Existem inúmeros poluentes no ar. Eis os mais frequentes e os mais nefastos para a pele:

O fumo de tabaco. O fumo de cigarro é absorvido pela pele e pelas mucosas (9). Conduz a alterações irreversíveis que contribuem para tornar a tez baça e enrugada. Provoca também uma diminuição da microcirculação cutânea (10) bem como um atraso na cicatrização das feridas. Isto é válido para o fumo de tabaco respirado, mas também para o que persiste no meio ambiente e, embora menos divulgado, para o que se acumula nas superfícies.

As partículas finas do trânsito rodoviário. São certamente estes os poluentes que mais inquietam os dermatologistas. Alguns conseguem penetrar através da pele pois têm um diâmetro inferior ao dos poros, provocando inflamação, desidratação, perda de firmeza, degradação dos tecidos de sustentação e desorganização.

A radiação solar. O sol age em sinergia total com a poluição atmosférica. Os seus dois principais raios agravam os três fenómenos ligados ao envelhecimento: a produção de radicais livres, a peroxidação dos lípidos nas membranas celulares e a glicação.

UV-A UV-B
Comprimento de onda 320 a 400 nm 280 a 320 nm
Características Absorvidos profundamente até nos fibroblastos da derme. Absorvidos à superfície pelas células epidérmicas até à camada basal.
Efeitos na pele Envelhecimento prematuro

Alteração das moléculas de ADN

Alteração da imunidade cutânea

Propicia os cancros cutâneos

Queimadura da pele (golpes de sol)

Alteração das moléculas de ADN

Propicia os cancros cutâneos

A luz azul, emitida pelos ecrãs, teria igualmente um impacto no foto envelhecimento: os seus raios são mesmo os mais energéticos de todos. Aumentariam o índice de radicais livres e propiciariam a formação de manchas de pigmentação.

Os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP). A combustão das matérias orgânicas e os gases de escape dos veículos são hidrocarbonetos aromáticos policíclicos . Podem ser absorvidos pela epiderme e induzir a produção de compostos químicos tóxicos (epóxidos, dióis) para o ADN.

O ozono. Maioritariamente de origem antrófica, o ozono é um agente pró-oxidante capaz de alterar a integridade da pele, induzindo nomeadamente um stress oxidativo na camada externa da epiderme. Este efeito conduz geralmente a uma inflamação, a um desequilíbrio da epiderme bem como a uma degradação das fibras de colagénio e da elastina, contribuindo para fomentar o envelhecimento cutâneo.

Quais as medidas a associar à toma de Zeropollution®?

Zeropollution® é um complemento alimentar inovador, totalmente natural e sem quaisquer efeitos secundários. Constitui a solução para um problema importante que afeta toda a gente e vai adquirir ainda mais amplitude nos próximos anos.

Para maximizar a sua eficácia, recomenda-se aplicar as medidas seguintes:

Consuma mais antioxidantes. Os antioxidantes exógenos contribuem inegavelmente para combater o stress oxidativo induzido pela poluição. Encontrará antioxidantes nos frutos e legumes, nomeadamente nos mais coloridos (mirtilos, framboesas, brócolos, couve vermelha, pimento amarelo, feijão vermelho, etc.), mas também nas fórmulas antioxidantes otimizadas como AntiOxidant Synergy ou OptiBerry.

Beba o suficiente. Recomenda-se beber pelo menos 2 litros de água e de bebidas diversas por dia para manter a pele saudável. É também aconselhado manter um bom índice de humidade em casa (50% durante o verão e 30% durante o inverno).

Hidrate a sua pele e considere as massagens. Além de esbater as rugas, os hidratantes tratam a pele. Quanto às massagens, ajudam a restabelecer a hidratação natural e contribuem para libertar as toxinas da pele.

Faça exercício físico. A atividade física é reconhecida por propiciar a microcirculação sanguínea, crucial para o bom cuidado da pele.

Reforce o seu sistema imunitário. Um bom sistema imunitário contribui para diminuir a vulnerabilidade da pele face aos perigos da poluição. Assegure-se de que tem aportes suficientes de vitamina C, de vitamina D, de zinco, de selénio, de ferro, de cobre, de vitamina B6 e de vitamina E. Uma carência num só destes micronutrientes é o suficiente para reduzir consideravelmente as defesas imunitárias da pele.

Créditos das imagens: Frédéric BISSON, Tubo de escape de um velho motor durante a exposição “Le moteur est dans le pré 2011”, em Giverny & David Holt, London Air pollution Level 9 Very High Abril 3 2014 008

Referências

  1. Sancheti G, Goyal PK. Effect of rosmarinus officinalis in modulating 7,12-dimethylbenz(a)anthracene induced skin tumorigenesis in mice. Phytother Res. 2006 Nov;20(11):981-6.
  2. Sancheti G, Goyal P. Modulatory influence of Rosemarinus officinalis on DMBA-induced mouse skin tumorigenesis. Asian Pac J Cancer Prev. 2006 Apr-Jun;7(2):331-5.
  3. Amin A, Hamza AA. Hepatoprotective effects of Hibiscus, Rosmarinus and Salvia on azathioprine-induced toxicity in rats. Life Sci. 2005 Jun 3;77(3):266-78. Epub 2005 Feb 17.
  4. Baumann LS. Less-known botanical cosmeceuticals. Dermatol Ther. 2007 Sep-Oct;20(5):330-42. Review.
  5. Del Bano MJ, Castillo J, et al. Radioprotective-antimutagenic effects of rosemary phenolics against chromosomal damage induced in human lymphocytes by gamma-rays. J Agric Food Chem. 2006 Mar 22;54(6):2064-8.
  6. Brunekreef B, Holgate ST. Air pollution and health, Lancet, 2002 Oct 19;360(9341):1233-42.
  7. Krutmann J, Liu W, Li L, Pan XC, Crawford M, Sore G et Seite S. 2014. Pollution and skin: From epidemiological and mechanistic studies to clinical implications. Journal of Dermatological Science, 76 : 163-168.
  8. Dupont E, Gomez J et Bilodeau D. 2013. Au-delà des ultraviolets: Une peau menacée International Journal of Cosmetic Science, 35 : 224-234.
  9. Yadav T, Mishra S, Das S et al. Anticedants and natural prevention of environnemental toxicants induced accelrated aging of skin. Environ Toxicol Pharmacol 2015 ;39 :384-91.
  10. Argasha JF, Adamopoulos D, Gujic M, et al. Acute effects of passive smoking on peripheral vascular function. Hypertension 2008 ;51 :1506-11.
Dose diária: 2 cápsulas
Número de doses por caixa: 30
Quantidade por dose
ZeroPollution® (Mistura de extratos) - [Folhas de lúcia-lima (Lippia citrodora) normalizado a 6,8% de verbascósido, folhas de oliveira (Olea europaea) normalizado a 4,5% de oleuropeína e a 1,5% de hidroxitirosol, folhas de alecrim (Rosmarinus officinalis) normalizado a 4,5% de lactona diterpénica (ácido carnósico e carnosol), Sophora japonica (Styphnolobium japonicum) normalizado a 3,7% de quercetina.] 250 mg
Outros ingredientes: goma de acácia, farelo de arroz.
DDR não definida. ZeroPollution®, Monteloeder, Espanha.


Conselhos de utilização: Adultos. Tomar duas cápsulas por dia.
Cada cápsula contém 125 mg de ZeroPollution®

Precauções: Não exceda a dose diária recomendada. Este produto é um suplemento nutricional que não devem substituir uma dieta variada e equilibrada. Manter fora do alcance das crianças. Armazenar longe de luz, calor e umidade. Como com qualquer suplemento nutricional, consulte um profissional de saúde antes de usar se estiver grávida, amamentando ou se você tiver um problema de saúde.
 
Descubra alguns testemunhos dos nossos clientes
close

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
Continuar as minhas compras
keyboard_arrow_up