INNOVATION AND EXCELLENCE SINCE 1992
Início
  >  
Categorias
  >  
Nutrição cerebral
  >  
Sulbutiamine 200 mg
Sulbutiamine 200 mg
Sulbutiamine 200 mg
Psicoestimulante não anfetamínico – anti-asténico – energizante
see review

Quantidade : 100 cáp. veg. 32.00 €
(36.45 US$)
juntar ao cesto

+Certificado de Análise

A sulbutiamina é uma molécula sintética derivada da tiamina (vitamina B1). Trata-se de um dímero que associa duas moléculas de tiamina modificadas, tornadas aptas a transpor a barreira hemato-encefálica e aumentando dessa forma as quantidades de tiamina e respectivos ésteres fosfáticos a nível cerebral. A síntese da sulbutiamina foi realizada no Japão pela Taisho pharmaceutical em 1965.

Para potenciar a energia mental, a actividade cerebral e a resistência

A sulbutiamina é um psicoestimulante cuja actividade anti-asténica e energizante se explica a partir da modificação do anel tiamínico, pela formação de uma ponte de bissulfureto, a implementação de um éster lipofílico e a abertura do ciclo tiazol. O novo composto lipofílico obtido desta forma está na origem das suas importantes propriedades.

A sua principal característica reside em combater a astenia visando selectivamente as zonas implicadas na patologia. Na realidade, a astenia surge como uma forma de fadiga crónica de tropismo essencialmente cerebral e não neuromuscular.

Os ensaios realizados sobre este composto consistiram em administrar a sulbutiamina a pacientes com um traumatismo crânio-encefálico ou uma fadiga crónica pós-infecciosa por um período de 15 dias. A recuperação foi completa em 916 dos 1772 pacientes submetidos à experiência.

Este bom resultado incitou os investigadores a alargarem as suas pesquisas e a debruçarem-se sobre outros domínios de actividade possíveis.

A sulbutiamina actua como um agente energizante semelhante à cafeína, mas sem o seu efeito excitatório. É assimilável aos derivados nootrópicos para potenciar a energia mental, a resistência e a actividade cerebral geral, facilitando a transformação dos glúcidos em energia que pode ser utilizada directamente pelas células do cérebro. Esta utilização energética é um fenómeno típico do cérebro, por oposição a outros órgãos do corpo que podem utilizar selectivamente as proteínas ou as gorduras. O facto de aumentar a energia ao nível do cérebro contribui para a melhoria de todos os processos cognitivos.

A memória torna-se mais rápida, bem como as capacidades de raciocínio. O espírito torna-se “mais claro” e, em alguns indivíduos, assiste-se mesmo a uma melhor percepção visual e auditiva.

Com a toma de sulbutiamina produz-se uma estimulação e uma regulação em alta do sistema reticular, centro da excitação e da motivação cerebral, mas com a vantagem de não provocar stress, nem nervosismo ou hiperactividade.

Uma acção contra os problemas de memória

A sulbutiamina melhora a memória potenciando a actividade colinérgica e dopaminérgica ao nível do hipocampo bem como a transmissão glutaminérgica no córtex pré-frontal.

Através destes mecanismos, observou-se que os ratinhos reagiam melhor aos testes condicionamento ou de reconhecimento.

Um estudo recente mostrou uma melhoria sensível da actividade diária nos sujeitos com doença de Alzheimer num estado precoce, e ainda mais porque a sulbutiamina é associada a um inibidor da acetilcolinesterase. Um estudo aleatório realizado em dupla ocultação, utilizando cloridrato de donepezilo como agente anti colinesterase, deu melhores resultados em pacientes do que a utilização de donepezilo isolado com placebo.

Contra as inibições psíquicas ou físicas

A sulbutiamina possui uma acção contra as inibições comportamentais desde medo à timidez, até manifestações associadas aos problemas depressivos (mesmo não sendo esta substância um antidepressivo propriamente dito).

Segundo um ensaio clínico realizado em dupla ocultação e controlado por placebo, a toma de sulbutiamina, na dose de 600 mg por dia durante 2 meses, permite logo após 4 semanas de tratamento observar uma melhoria mais significativa da inibição psico-comportamental do que no grupo controlado por placebo. Os seus efeitos manifestam-se ao nível da inibição afectiva, emocional, cognitiva e comportamental.

Os autores do estudo concluíram que esta substância “facilita a readaptação dos pacientes na sua vida social, profissional e familiar”.

Pode facilmente ser tomada como complemento de um tratamento antidepressivo clássico.

Actua contra a disfunção eréctil

Numa dose de 600 mg/24 h e administrada durante 30 dias, a sulbutiamina melhorou os problemas de erecção em 16 dos 20 pacientes que aceitaram submeter-se ao estudo. Trata-se, sem dúvida, de uma consequência do seu efeito de desinibição associado ao medo do fracasso, mas os resultados positivos verificados poderiam talvez permitir considerar uma diminuição da toma regular de substâncias receitadas para este efeito, cujos efeitos secundários são significativos, nomeadamente a nível cardiovascular.

Segurança na utilização
A sulbutiamina tem muito poucos efeitos indesejáveis, à excepção de uma rara reacção alérgica cutânea benigna ou de uma ligeira agitação nos idosos.
Dose diária: 2 cápsulas
Número de doses por caixa: 50
Quantidade por dose
Sulbutiamina 400 mg
Outros ingredientes: celulose microcristalina, estearato de magnésio, dióxido de silício.


Adultos. Tomar 2 cápsulas por dia.
Cada cápsula contém 200 mg de sulbutiamina.

Precauções: Não exceda a dose diária recomendada. Este produto é um suplemento nutricional que não devem substituir uma dieta variada e equilibrada. Manter fora do alcance das crianças. Armazenar longe de luz, calor e umidade. Como com qualquer suplemento nutricional, consulte um profissional de saúde antes de usar se estiver grávida, amamentando ou se você tiver um problema de saúde.
 
Descubra alguns testemunhos dos nossos clientes

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
Continuar as minhas compras
keyboard_arrow_up