0
pt
US
WSM
232197851
O seu carrinho está vazio.
Menu

Em stock

Lion's Mane

suplemento alimentar de juba de leão estudada em neuroproteção

25 opiniõesLer as opiniões

O cogumelo nootrópico com propriedades regeneradoras intensas
  • Contribui para a sobrevivência e o desenvolvimento dos neurónios (efeitos neurotrópicos).
  • Produzido por dupla extração (por decocção e por álcool) para uma preservação máxima dos princípios activos do cogumelo.
  • Teor garantido a 30% de polissacáridos β-glucanos.
  • Tenor garantido de hericenonas.
  • Excipientes seguros e 100% naturais.

Compra imediata

90 Cáp. veg.

37.00 €

Auto-entrega

90 Cáp. veg.

37.00 €

34.04 €

Desejo

a cada

Lion's Mane

Vegano
Sem glúten
Sem nanopartículas
Sem excipientes controversos
Sem lactose
Sem edulcorantes

O Hericium erinaceus, também conhecido pelo nome de Lion’s Mane Mushroom, (cogumelo juba de leão), é um cogumelo comestível utilizado na medicina tradicional chinesa há muitos séculos. É rico em determinados compostos excecionais como os β-glucanos – polissacáridos associados à baixa do índice de colesterol sanguíneo – mas também, e sobretudo, em hericenonas, que contribuem para a sustentação da função neuronal.

Hericium erinaceus, o campeão da neuroproteção

Na China, de onde é originário, chamam-lhe "hóu tóu gū" e no Japão, "yamabushitake". É um cogumelo totalmente atípico que se assemelha a uma longa barba branca. A sua utilização na medicina chinesa remonta à dinastia dos Han, ou seja, a 200 anos antes de Jesus Cristo, período durante o qual era já considerado como um alimento com propriedades medicinais excecionais.

Nas últimas décadas, com a renovação do interesse pelos remédios tradicionais, vários estudos científicos permitiram validar a sua utilização tradicional e trouxeram para a luz do dia uma propriedade fisiológica notável: a proteção, a otimização e a reparação do sistema nervoso.

Os efeitos neurotrópicos e nootrópicos do Lion’s Mane

As promessas mais excitantes de H. erinaceus estão relacionadas sobretudo com a atividade dos neurónios. Estudos realizados mostram que os estratos de Hericium erinaceus conseguem aumentar a produção de fatores de crescimento dos nervos (NGF) (6), péptidos conhecidos pelo seu papel crucial na sobrevida e no desenvolvimento dos neurónios (7-9), em particular os dos hipocampo, a charneira cerebral da memorização. Este efeito será atribuído às propriedades das hericetonas – compostos fenólicos cujo teor é garantido no Lion’s Mane.

O fator de crescimento dos nervos (NGF) é uma proteína que permite o desenvolvimento, o crescimento e a sobrevida dos neurónios centrais e periféricos. Está envolvida em inúmeros mecanismos:

  • a capacidade dos capacidade de se ligarem entre si e formar sinapses;
  • a manutenção das populações de neurónios com a idade;
  • o impulso axonal (uma etapa chave na construção dos circuitos neuronais, responsável por uma parte importante do tamanho final dos neurónios);
  • l plena eficácia das mitocôndrias (as “fábricas” no interior das quais a energia é convertida) nos neurónios (34-35);
  • os processos de regeneração axonal ou de formação de granulações na sequência de traumatismos (recuperação dos tecidos nervosos lesionados);
  • o aumento da atividade específica das enzimas envolvidas na síntese das catecolaminas, bem como da substância P nos neurónios sensoriais;
  • a melhoria do processo de mielinização das fibras nervosas (30-32).

O NGF é um péptido fabricado por um grande número de células, como as células do sistema imunitário, mas a sua produção diminui em algumas condições patológicas ou ligadas ao envelhecimento. Infelizmente, é impossível utilizar o NGF em tratamento ou em prevenção, pois não consegue passar a barreira hemato-encefálica. Por isso, é preciso contar com os compostos naturais com peso molecular mais baixo (para passarem essa barreira), capazes de promover a síntese do NGF no interior do corpo. É exatamente isso que o Lion’s Mane permite, graças à sua riqueza natural em hericetonas.

Vários estudos evidenciaram os efeitos de H. erinaceus na eficácia cognitiva em pessoas com problemas cognitivos (33) e a sua utilidade na demência, na disfunção cognitiva e nos problemas de memória (10). Parece que se trata antes de mais de um nootrópico e que a toma do complemento alimentar é necessária para manter o efeito.

As outras propriedades de Lion’s Mane

1) Efeitos cardioprotetores. Como o deixava entender a medicina tradicional chinesa, o H. erinaceus apresenta propriedades benéficas contra os problemas cardiovasculares. O seu efeito hipolipidémico explica-se pela ação dos polímeros fabricados pelo cogumelo. Quando são administrado oralmente, estes compostos naturais conseguem reduzir os índices plasmáticos de colesterol LDL e de triglicéridos e de aumentar os de colesterol HDL. Pensa-se que os polímeros desempenhariam igualmente um papel na modulação da expressão de um gene envolvido no metabolismo lipídico (5).

2) Efeitos antioxidantes. O stress oxidativo está envolvido em inúmeras patologias como os problemas cardiovasculares ou as doenças neurodegenerativas (12). Como é o resultado de um desequilíbrio entre os agentes pró-oxidantes e os agentes antioxidantes, recomenda-se o consumo de alimentos ricos em antioxidantes ou a toma de suplementos para inverter o fenómeno e permitir ao organismo deixar de sofrer danos irreversíveis. O extrato de Hericium erinaceus faz parte destes suplementos graças à sua capacidade de neutralizar os radicais livres e prevenir a peroxidação das membranas (13), um fenómeno envolvido no envelhecimento. Deve os seus efeitos ao seu teor em compostos fenólicos (14) e em polissacáridos (15).

3) Um aliado do estômago. Há vários anos um estudo havia mostrado o interesse do Hericium erinaceus para aliviar as dores de estômago (16). Esta atividade deve-se ao grupo de saponinas que ele encerra.

A enorme vantagem da dupla extração

Para obter um extrato de cogumelo, utilizam-se geralmente solventes líquidos como a água. Isso funciona um pouco como uma sopa de legumes, em que a água quente permite extrair os compostos químicos dos produtos sólidos. Quando se mergulha Hericium erinaceus num banho de água quente durante um certo tempo, extraem-se todos os compostos que se dissolvem na água, ou seja, os compostos hidrossolúveis como os preciosos β-glucanos. A desidratação do líquido obtido permite depois obter um pó com uma elevada concentração de princípios activos.

No caso da maioria dos extratos de Hericium erinaceus, o processo de fabrico pára neste ponto. Mas o Hericium erinaceus contém também compostos que não se dissolvem bem na água, como as hericetonas. Para os recuperar, é preciso proceder a uma segunda extração por meio de álcool. Trata-se de uma etapa capital, pois as hericetonas são os principais compostos que estão na origem dos benefícios no plano neuronal (estimulam a síntese do factor de crescimento nervoso). Lion’s Mane é um dos raros complementos que beneficiou de uma dupla extração. O seu teor é portanto garantido tanto em polissacáridos (extração aquosa) e em hericetonas (extração alcoólica).

De que é composto Lion's Mane

Extrato de juba de leão
Cogumelo

Tem dúvidas? Questões?

Quais são os compostos que permitem explicar os benefícios do Hericium?

O Hericium erinaceus é um cogumelo particularmente rico em substâncias bioativas. Pensa-se que a maioria delas são responsáveis pelas suas propriedades medicinais, mas – de todas – são certamente os polissacáridos β-glucanos e as hericetonas que são as mais interessantes. Os primeiros são fibras solúveis que estão envolvidas no metabolismo dos lípidos, ao passo que as segundas são compostos fenólicos que sustentam a função neuronal.

Como sustentar a função neuronal? As medidas associadas à toma de um suplemento de extratos de Hericium erinaceus

Inúmeros trabalhos mostram que a neuroplasticidade e a Neurogénese podem ser melhoradas por pelo menos quatro fatores:

  • ter projetos, atividades cognitivas e sociais abundantes (17-19). A aprendizagem e os exercícios mentais propiciam a fase de sobrevida da neurogénese estimulando a integração dos neurónios num circuito existente. A repetição destas atividades (ou o aumento da respetiva dificuldade ou intensidade) Conduz a uma melhor mielinização dos prolongamentos neuronais, o que permite que as informações circulem ainda mais rapidamente;
  • aumentar os seus aportes em ómega 3 e em vitaminas B (20-22). Os Neurónios gerados no adulto são neurónios de tamanho pequeno que têm Necessidades muito elevadas em ácidos gordos essenciais, em particular em ácidos gordos ómega 3 , para construir a sua exigente membrana celular. Estes são reconhecidos unanimemente pela comunidade científica e pelas autoridades europeias como contribuindo para a manutenção das funções cognitivas, em particular o DHA (um ácido gordo de origem natural que encontramos com muito boa qualidade em Super DHA). Os neurónios adultos têm igualmente necessidades importantes de vitaminas B2, B6 e B12, elementos essenciais que se tornaram raros na alimentação moderna;
  • aumentar o nível da sua atividade física (23-24). A atividade física aumenta a proliferação que está envolvida na neurogénese;
  • melhorar as suas capacidades de gerir o stress (25-26). Vários estudos evidenciaram o caráter muito nefasto do stress na proliferação celular e na neurogénese em geral, quer se trate de um stress físico ou psicossocial. É por isso importante precaver-se ao máximo ou, pelo menos, saber reduzir os seus efeitos (por meio de práticas físicas, de plantas adaptogénicas , de técnica de respiração, etc.)

Várias espécies de cogumelos como o Cordyceps (27), Pleurotus (28) e Ganoderma (29) são conhecidos por apresentar efeitos semelhantes aos do Hericium eraniceus. Por isso, pode ser útil associar Lion’s Mane a Reishi Extract para acentuar os efeitos anti cancro, ou então a Huperzine A para potenciar as propriedades neuroprotetoras do cogumelo juba de leão.

Quando e como tomar o complemento alimentar Lion's Mane?

Lion’s Mane é um suplemento cuja concentração em princípios activos é oito vezes superior ao pó da planta. O seu teor em polissacáridos beta-glucanos é garantido a 30% (ou seja, 150 mg par cápsula) tal como a sua riqueza em hericetonas, graças à técnica de extração dupla.

Recomenda-se tomar 3 cápsulas por dia, idealmente antes das refeições. Lion’s Mane pode ser objeto de uma cura de um a três meses, sendo o risco de efeitos secundários extremamente baixo. Contudo, é preferível não utilizar este cogumelo em certas afeções em que o NGF já seja elevado, como os problemas alérgicos, a fibromialgia ou ainda a síndrome dos ovários poliquísticos (SOPK)…

Opiniões

A nota atribuída a este produto é de 4.6 em 5 estrelas.
Recolhemos 25 opiniões.

76%

8%

12%

4%

0%

Excelente 25 Opiniões
Katleen Campbell

4 Junho 2024

nous sommes bien physique, cognatif, et clarity.

nós estamos bem fisicamente, cognitivamente e com clareza.

ver a tradução Traduzido por SuperSmart - ver o original

Gillet Florence

21 abril 2024

Sans résultat visible

Sem resultado visível

ver a tradução Traduzido por SuperSmart - ver o original

Bourdin

10 março 2024

**********

**********

ver a tradução Traduzido por SuperSmart - ver o original

Bourdin

24 fevereiro 2024

**********

**********

ver a tradução Traduzido por SuperSmart - ver o original

Sra. Lopez

21 fevereiro 2024

Buenos resultados en cuanto a la memoria, No he notado beneficios digestivos

Bons resultados em relação à memória, Não notei benefícios digestivos

ver a tradução Traduzido por SuperSmart - ver o original

Precisa de ajuda?

Telefone

Telefone-nos:
+352 283 831 29
das 8h00 às 17h00

Perguntas frequentes

Encontrar as respostas às perguntas mais frequentes

Formulário de contacto

Não encontra a resposta à sua pergunta no site e deseja contactar-nos diretamente?
Escrever-nos
Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita