0
pt
US
SuperSmartSuper-nutrition Blog
X
× Comprar por problema de saude Comprar por ingrediente As melhores vendas Novidades Promoção A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Início Comprar por problema de saude Anti-idade Dragonhead Extract + Natural Rapalogs
Dragonhead Extract + Natural Rapalogs
Dragonhead Extract + Natural Rapalogs Dragonhead Extract + Natural Rapalogs Dragonhead Extract + Natural Rapalogs
Dragonhead Extract + Natural Rapalogs
Anti-idade Opiniões de clientes
66.50 €(73.35 US$) em stock
Descrição
Inibidores naturais e eficazes de mTORUm extrato anti-idade de cabeça-de-dragão para imitar a restrição calórica
  • Preparado a partir das folhas da cabeça-de-dragão (a parte mais ativa da planta).
  • Contribui para imitar os efeitos da restrição calórica e aumentar a longevidade.
  • Ajuda a melhorar o aspeto da pele (hidratação, elasticidade e densidade) e apoia a sua regeneração.
  • Matéria-prima proveniente de agricultura biológica.
-
+
juntar ao cesto
Lista de desejos
Dragonhead extract

DragonHead Extract é um complemento alimentar de cabeça-de-dragão (Dracocephalum moldavica) ou “Melissa da Moldávia”, uma planta tradicionalmente utilizada na medicina uigure para combater o envelhecimento.

Graças ao seu modo de ação único no mundo e à sua riqueza em flavonóides-glucurónidos, imita os efeitos da restrição calórica, um processo que atrasa consideravelmente o envelhecimento. A curto prazo, proporciona efeitos benéficos no plano cutâneo, ao passo que – a longo prazo – propicia a longevidade.

A sua ação é semelhante à do Nicotinamide mononucleotide, um produto anti-idade por excelência.

Quais são os benefícios de DragonHead Extract?

A particularidade do extrato aquoso de Dracocephalum moldavica consiste em imitar a restrição calórica. É graças a esta capacidade que ele consegue afastar os limites da vida humana e baixar o risco de doenças ligadas à idade.

O que é a restrição calórica e quais os efeitos que tem no envelhecimento?

A restrição calórica consiste em limitar os aportes calóricos alimentares para o mínimo necessário. Até muito recentemente, esta era a única forma conhecida para prolongar a longevidade melhorando em simultâneo o estado de saúde geral (3-5).

A restrição calórica ativa uma proteína celular chamada AMPK (6-7), que ativa, ela própria, a expressão de uma família de genes – as sirtuinas (8-9-20). Ora, estes genes abrandam o envelhecimento agindo em inúmeros mecanismos celulares tais como a reparação do ADN, a resistência ao stress oxidativo ou a morte celular. Outros trabalhos mostram também que a activação das sirtuinas aumenta a sensibilidade à insulina e a lipólise, diminui os níveis de inflamação e desempenha um papel preventivo nos problemas neurodegenerativos.

Mas, honestamente, quem consegue imaginar homens e mulheres capazes de fazer tal sacrifício? Adotar durante toda a vida uma dieta hipocalórica draconiana para prolongar a esperança de vida parece insensato no mundo atual (mesmo que isso explique a esperança de vida excecional dos habitantes da ilha japonesa de Okinawa de outrora).

Um extrato anti-idade de cabeça-de-dragão para imitar a restrição calórica

Felizmente, a investigação permitiu recentemente isolar compostos naturais capazes de reproduzir os efeitos benéficos da restrição calórica, e a cabeça-de-dragão é um dos candidatos mais brilhantes na matéria. Quando se administra um extrato de cabeça-de-dragão a animais, inclusive seres humanos, os flavonóides-glucurónidos nele contidos ativam a AMPK exatamente da mesma forma que a restrição calórica. Esta ativação origina, do mesmo modo, um aumento da expressão das sirtuinas – os genes que atrasam o envelhecimento. Observam-se então os mesmos efeitos benéficos tanto no plano celular como no plano geral, com efeitos tão variados como uma diminuição dos resíduos metabólicos e uma diminuição da massa gorda. Um ensaio de laboratório conseguiu assim demonstrar que os compostos de DragonHead Extract originavam um aumento de 400% da atividade da AMPK e de 300% do fator de transcrição FOXO, que ativa a família das sirtuinas. O mais incrível é que os efeitos benéficos desta molécula são observados mesmo em caso de alimentação excessiva (que é frequentemente o caso no mundo ocidental).

Com a cabeça-de-dragão e a sua capacidade de imitar a restrição calórica é, portanto, possível ficar com o bolo (uma esperança de vida máxima), comê-lo (aportes calóricos normais) e até manter o sorriso da boleira (elegância).

Os efeitos benéficos adicionais de Dragon Extract

Por efeito dominó, a ativação das sirtuinas pela cabeça-de-dragão gera outros efeitos benéficos para o organismo:

  • Melhora a circulação sanguínea (1).
  • Contribui para tornar o corpo mais magro.
  • Apoia a regeneração da pele e melhora vários parâmetros visíveis (elasticidade, densidade, hidratação…). DragonHead Extract foi objeto de um ensaio clínico no plano cutâneo. O estudo envolveu 32 mulheres com cerca de 50 anos de idade, cuja pele tinha sido danificada por longos períodos de exposição ao sol. Após a toma de um suplemento de 200 mg por dia durante 8 semanas, a imagiologia cutânea revelou melhorias: uma hidratação da pele melhorada em 14%, uma elasticidade aumentada em 7% e um aumento da densidade da pele de cerca de 3% (2).

O que é a Melissa da Moldávia?

A Melissa da Moldávia (ou “cabeça-de-dragão”) é uma planta redescoberta recentemente e explorada pela sua riquesa em flavonóides glucurónidos, que estão na origem das suas inúmeras propriedades. É nativa da Ásia central, onde figura em primeiro plano na medicina uigure.

De que é composto DragonHead Extract?

DragonHead Extract é concebido a partir das partes aéreas da Melissa da Moldávia, que encerram a maior quantidade de substâncias ativas. Graças a uma extração aquosa de alta qualidade, obtemos um extrato que contém inúmeros compostos ativos, como flavonóides, terpenóides, esteróides, glicósidos e compostos voláteis. De todos estes ingredientes, os mais ativos são os flavonóides. Vários estudos mostraram que os mais importantes de entre eles eram a tilianina, a luteolina-7-O-glucurónido, a apigenina e o ácido rosmarínico (15-17). No entanto, como acontece em todos os extratos vegetais, é a sinergia dos vários constituintes que é primordial.

Estudos farmacológicos evidenciaram as atividades biológicas desta sinergia extraordinária: identificaram-se, nomeadamente, propriedades antioxidantes, anti hipóxicas, imuno-moduladoras, vasodilatadoras (o que explica a sua utilização ancestral contra os problemas de coração e de hipertensão) e antimicrobianas (18-19).

Como tomar DragonHead Extract?

A posologia aconselhada é de 2 cápsulas com dose de 100 mg por dia, entre as refeições.

Outros complementos anti-idade disponíveis no catálogo:

  1. Nicotinamide Riboside 125 mg ;
  2. Longevity Nutrients, uma fórmula otimizada para propiciar a longevidade;
  3. Natural Dopamine Support 400 mg, um extrato de aveia verde selvagem;
  4. Natural Rapalogs, uma fórmula natural de “rapalogs” para atrasar o envelhecimento;
  5. PQQ & Q10, uma fórmula sinérgica contra os défices cognitivos (PQQ e co-enzima Q10).

Redação: março de 2019.

Nota: este produto não deve substituir uma alimentação diversificada e equilibrada nem um modo de vida saudável. Respeitar os conselhos de utilização, a dose diária aconselhada e a data limite de utilização. Desaconselhado para grávidas ou mulheres a amamentar e para crianças com menos de 15 anos. Manter fora do alcance das crianças. Conservar em local seco e fresco.

Referências

  1. Maimaitiyiming D, Hu G, Aikemu A. The treatment of Uygur medicine Dracocephalum moldavica L on chronic mountain sickness rat model. Pharmacoqnosy Magazine. 2014;10:477–82.
  2. DracoBelle™ Nu Key to skin’s beauty by mimicking caloric restriction, [https://haanspecialingredients.nl/framework/files/35/uploads/Brochure_DracoBelle_Nu_.pdf]
  3. Leanne M. Redman, Steven R. Smith, Jeffrey H. Burton, Corby K. Martin, Dora Il'yasova, Eric Ravussin. Metabolic Slowing and Reduced Oxidative Damage with Sustained Caloric Restriction Support the Rate of Living and Oxidative Damage Theories of Aging. Cell Metabolism, 2018; DOI: 10.1016/j.cmet.2018.02.019
  4. Heilbronn LK, de Jonge L, Frisard MI, DeLany JP, LarsonMeyer DE, Rood J, Nguyen T, Martin CK, Volaufova J, Most MM, Greenway FL, Smith SR, Deutsch WA, Williamson DA, Ravussin E (2006) Effect of 6-month calorie restriction on biomarkers of longevity, metabolic AGE (2011) 33:15–31 29 adaptation, and oxidative stress in overweight individuals: a randomized controlled trial. J Am Med Assoc 295 (21):2482–2482
  5. Blanc S, Schoeller D, Kemnitz J, Weindruch R, Colman R, Newton W, Wink K, Baum S, Ramsey J (2003) Energy expenditure of rhesus monkeys subjected to 11 years of dietary restriction. J Clin Endocrinol Metab 88(1):16–23
  6. Greer EL, Oskoui PR, Banko MR, et al. The energy sensor AMP-activated protein kinase directly regulates the mammalian FOXO3 transcription factor. J Biol Chem 2007 ; 282 : 30107–30119.
  7. Greer EL, Dowlatshahi D, Banko MR, et al. An AMPK-FOXO pathway mediates longevity induced by a novel method of dietary restriction in C. elegans. Curr Biol 2007 ; 17 : 1646–1656.
  8. Brunet A, Sweeney LB, Sturgill JF, et al. Stress-dependent regulation of FOXO transcription factors by the SIRT1 deacetylase. Science 2004 ; 303 : 2011–2015. [CrossRef] [PubMed] [Google Scholar]
  9. Motta MC, Divecha N, Lemieux M, et al. Mammalian SIRT1 represses forkhead transcription factors. Cell 2004 ; 116 : 551–563.
  10. Hwangbo DS, Gershman B, Tu MP, et al. Drosophila dFOXO controls lifespan and regulates insulin signalling in brain and fat body. Nature 2004 ; 429 : 562–566.
  11. Giannakou ME, Goss M, Junger MA, et al. Long-lived Drosophila with overexpressed dFOXO in adult fat body. Science 2004 ; 305 : 361.
  12. Henderson ST, Johnson TE. daf-16 integrates developmental and environmental inputs to mediate aging in the nematode Caenorhabditis elegans. Curr Biol 2001 ; 11 : 1975–1980.
  13. Willcox BJ, Donlon TA, He Q, et al. FOXO3A genotype is strongly associated with human longevity. Proc Natl Acad Sci USA 2008 ; 105 : 13987–13992
  14. Flachsbart F, Caliebe A, Kleindorp R, et al. Association of FOXO3A variation with human longevity confirmed in German centenarians. Proc Natl Acad Sci USA 2009 ; 106 : 2700–2705.
  15. Jiang W, He CH, Xing JG. Preparation technology of Dracocephalum moldevica total flavonoids pellets and its release mechanism. Chinese Traditional and Herbal Drugs. 2013;44:26–29.
  16. González-Trujano ME, Ponce-Muñoz H, Hidalgo-Figueroa S. Depressant effects of Agastache Mexicana methanol extract and one of major metabolites tilianin. Asian Pacific Journal of Tropical Medicine. 2015;8:185–90.
  17. Yang, L. N., Xing, J. G., He, C. H., Wu, T., The phenolic compounds from Dracocephalum moldavica L. Biochem. Syst. Ecol. 2014, 54, 19–22.
  18. Zeng, Q., Jin, H. Z., Qin, J. J., Fu, J. J., Hu, X. J., Liu, J. H., Yan, L., Chen, M., Zhang, W. D., Chemical constituents of plants from the genus Dracocephalum. Chem. Biodiv. 2010, 7, 1911–1929.
  19. Dastmalchi, K., Dorman, H. D., Laakso, I., Hiltunen, Raimo., Chemical composition and antioxidative activity of Moldavian balm (Dracocephalum moldavica L.) Food Sci. Technol. Int. 2007, 40, 1655– 1663.
  20. Michan S, Sinclair D. Sirtuins in mammals : Insights into their biological function. Biochem J 2007;404:1-13
  21. Bordone L, Cohen D, Robinson, et al. SIRT1 transgenic mice show phenotypes resembling calorie restriction. Aging Cell 2007;6:759-67
ComposiçãoDragonhead extract
Dose diária: 2 cápsulas
Número de doses por caixa: 30
Quantidade por dose
DracoBelle™ (extrato de folhas de cabeça-de-dragão - Dracocephalum moldavica) 200 mg
Farinha de arroz branco, goma de acácia.

Cada cápsula contém 100 mg de DracoBelle™. DracoBelle™, Mibelle, Suíça.
Conselhos de utilizaçãoDragonhead extract
Tomar 2 cápsulas por dia.
Natural Rapalogs"mTOR" ou mammalian target of rapamycin (alvo da rapamicina nos mamíferos) designa uma enzima da família das proteínas quinases serina/treonina codificadas pelo gene mTOR. Encontra-se no ser humano, mas também nos vermes, nos ratinhos, nas moscas e nas leveduras. Trata-se de um regulador celular que permite crescimento, proliferação, mobilidade e sobrevida.

¤ Parece que a força motriz do envelhecimento é a senescência celular que diz respeito à interrupção da replicação celular, mas também às vias de sinalização mTOR, que propiciam “demasiado crescimento”. Se conseguirmos inibir as vias de sinalização mTOR, aumentamos o tempo de vida dos vermes, das moscas, das leveduras e até dos ratinhos – se acrescentarmos a restrição calórica.

¤ A rapamicina é uma molécula produzida naturalmente pela bactéria filamentosa Streptomyces hygroscopicus, descoberta na ilha de Páscoa em 1975. Também conhecida por Sirolimus, trata-se de um medicamento imunosupressor prescrito na medicina clássica para evitar a rejeição após um transplante. Esta substância permite inibir a via de sinalização mTOR. Segundo alguns estudos, a toma de rapamicina, mesmo tardia, parece prolongar significativamente o tempo de vida dos mamíferos, com um aumento da esperança de vida compreendido entre 9 e 14%, respectivamente, para os machos e para as fêmeas.

¤ Outros estudos indicaram também as suas propriedades anti-diabetes (tipos 1 e 2) bem como os seus efeitos no declínio cognitivo ligado à idade, com um aumento da memória e das capacidades de aprendizagem e, sobretudo, uma redução de determinadas proteínas nos casos de doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer.

¤ Aquando de ensaios pré-clínicos, produtos análogos da Rapamicina, ou “Rapalogs”, em especial os inibidores do complexo mTORC1, demonstraram uma eficácia real no combate a certos tipos de cancro.

¤ Os dados científicos recentes indicam que substâncias totalmente naturais podem, em concentrações exactas, inibir também elas o mTOR. São agrupadas no complexo Natural Rapalogs.

A curcumina

¤ Meriva® é uma fórmula patenteada de curcumina (extraída de Curcuma longa) associada a fosfolípidos de soja, que lhe conferem uma biodisponibilidade superior relativamente aos extractos normalizados clássicos de curcuma. Este principal constituinte da curcuma revelou ser um inibidor natural de mTOR e apresenta propriedades antitumorais numa variedade de linhagens de células cancerosas, modificando um determinado número de vias oncogénicas.

O extracto de chá verde normalizado a 70% de EGCG

¤ Determinados constituintes do chá verde (Camellia sinensis) confirmaram, em estudos, o seu papel inibitório no mTORC1 e mTORC2. Mais precisamente, num estudo levado a cabo na Pensilvânia, em Collegeville, pela firma GlaxoSmithKline, o EGCg (galato de epigalocatequina-3) comportou-se como um duplo inibidor: da via PI3K (fosfoinositida-3-quinase) e da via de sinalização mTOR.

O resveratrol

¤ Alguns relatórios concluíram que o transresveratrol, um constituinte polifenólico mimético da restrição calórica, inibe a via de sinalização mTOR. Segundo alguns estudos, esta via é activada pelas lipoproteínas do colesterol LDL oxidadas nas células dos músculos involuntários. Contudo, o resveratrol consegue bloquear a fosforilação e a activação das vias PI3K e mTOR. Esta actividade é independente do efeito antioxidante e da activação da AMPK pelo resveratrol. Deste modo evidencia-se claramente uma nova propriedade do resveratrol que poderia contribuir para as capacidades antiaterogénicas gerais deste polifenol. Um outro artigo assinalou que o resveratrol inibe o mTOR e a senescência celular com doses relativamente elevadas, contribuindo para a apoptose celular.

A fisetina

¤ Este flavonóide, extraído do arbusto Rhus succedanea, envia um sinal de "activação" às células portadoras de um gene anti-envelhecimento, garantindo a protecção do ADN e dos neurónios, em particular aquando de períodos de stress oxidativo.
¤ A fisetina possui também uma acção estabilizadora do resveratrol, evitando a sua destruição metabólica, o que permite apoiá-lo na sua função inibidora da via de sinalização mTOR. Por outro lado, a fisetina provou, em determinados estudos, a sua actividade anti-tumoral e antiangiogénica.

A salicilina extraída do salgueiro-branco

¤ Este constituinte muito activo, extraído do salgueiro-branco (Salix alba), deu origem ao isolamento da molécula de ácido acetilsalicílico (aspirina®) pelo químico Felix Hoffman. Demonstrou-se que tomar uma aspirina infantil (81 mg) por dia reduz em 25%, no mínimo, o risco de contrair um cancro. A salicilina possui todas as actividades da aspirina®, inclusive a de inibidor mTOR. A sua acção, apesar de menos rápida, é pelo contrário nitidamente menos irritante e de uma eficácia mais prolongada.
ComposiçãoNatural Rapalogs
Dose diária: 3 cápsulas
Número de doses por caixa: 30
Quantidade por dose
Meriva® (fosfolípidos de soja, extracto de Curcuma longa)A 500 mg
Extracto de chá verde normalizado a 70% de EGCg 340 mg
Extracto de Polygonum cuspidatum normalizado a 50% de transresveratrol 400 mg
Extracto de Rhus Succedanea normalizado a 98% de fisetina 10 mg
Extracto de salgueiro-branco normalizado a 25% de salicilina 300 mg
Outros ingredientes: celulose microcristalina, estearato de magnésio.
Meriva®, Indena, Itália.
Conselhos de utilizaçãoNatural Rapalogs
Adultos. Tomar uma cápsula a cada refeição.
Não consumir em caso de alergia à aspirina.

Pacotes sinergia

Subscreva a nossa newsletter
e ganhe um desconto permanente de 5%
A nossa seleção de artigos
A curcuma desmantela um triturador de proteínas envolvido no cancro

Se se interessa pelas medicinas naturais, não pode ter passado ao lado desta planta a que chamamos “o sol em pó” e que faz as delícias das populações asiáticas há milhares de anos: a curcuma.

A conversa sobre cancro que gostaria de ter lido mais cedo

Alimentação, impacto do stress, causas possíveis das mutações, explicação dos fenómenos… Dois interlocutores exploram em profundidade os recantos do cancro.

Vitamina E: 10 boas razões para se reabastecer!

A vitamina E é bem menos importante que as suas colegas C ou A? Erro! Tem-se todo o interesse em cuidar dos aportes em vitamina E. Porquê? Eis 10 boas razões.

Dragonhead Extract + Natural Rapalogs
-
+
66.50 €
(73.35 US$)
juntar ao cesto
© 1997-2019 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2019 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
x
secure