0
pt
US
WSM
217334129
O seu carrinho está vazio.
Menu
Vitaminas excelentes para a pele

Quais são as vitaminas boas para a pele?

Por influência de inúmeros fatores internos e externos, a pele perde elasticidade, luminosidade, flexibilidade… E embora uma higiene de vida seja um excelente remédio, existem igualmente vitaminas particularmente boas para a pele; descubra quais são.

2024-04-03

A pele – uma barreira de proteção frágil

A pele – para que serve?

A pele é o maior órgão do corpo humano e constitui uma barreira protetora contra as agressões, regulando também a temperatura corporal e permitindo as sensações táteis.

Particularmente visível, esta linha de defesa é também considerada um “trunfo de beleza” natural. Uma pele saudável e bem cuidada é, de facto, vista muitas vezes como sinal de saúde, de vitalidade ou de juventude.

Ora, a pele pode estar sujeita a uma grande variedade de problemas (acne, eczema, infeções…) ao longo de uma vida, e é extremamente afetada pelo envelhecimento (marcas, rugas, rídulas, manchas pigmentares, perda de elasticidade…)

Os fatores internos do envelhecimento da pele

Quais são as causas deste envelhecimento da pele? Em primeiro lugar, com o passar do tempo o nosso organismo começa a ter dificuldade em manter a produção de colagénio, uma proteína estruturante da pele. Por isso, a pele fica flácida e sem elasticidade.

A pele contém também fibras de elastina (produzidas pelos fibroblastos), que asseguram a elasticidade da pele. Afetadas pelo stress oxidativo e pela glicação, estas fibras reduzem-se e perdem eficácia.

Uma outra molécula naturalmente presente no organismo é importante para garantir a conservação de uma pele hidratada e com mais volume: o ácido hialurónico. Ora, a partir dos 30 anos de idade, a sua quantidade diminui progressivamente, o que agrava ainda mais a flacidez da pele.

A vascularização da pele, de igual modo fundamental para garantir a oxigenação dos tecidos e o aporte suficiente de nutrientes até às células cutâneas, diminui igualmente com o avanço da idade, propiciando também o envelhecimento da pele (1).

Os fatores externos do envelhecimento da pele

Todos estes fatores internos de envelhecimento da pele são agravados por fatores externos. Em particular (2):

  • a exposição excessiva aos raios UV danifica o ADN das células da pele, em particular dos fibroblastos e das células que produzem colagénio. A pele torna-se também seca e perde firmeza;
  • o tabagismo e o álcool expõem o organismo a centenas de milhares de radicais livres. Ora, as células da pele são especialmente sensíveis ao stress oxidativo. A pele renova-se menos e sofre um envelhecimento acelerado;
  • uma alimentação demasiado pobre em vitaminas, em antioxidantes variados e em ácidos gordos essenciais propicia o avanço do stress oxidativo e da glicação e, por conseguinte, o envelhecimento acelerado da pele.

Principais conselhos que deve seguir para preservar a sua pele

Para manter a saúde e a beleza da sua pele, tenha o cuidado de se proteger dos danos provocados pelo sol, usando um protetor solar, de implementar uma rotina de cuidados da pele adequada ao seu tipo de pele (aposte, por exemplo, num creme de dia) e em manter-se bem hidratado(a). Opte também por alimentos e suplementos ricos em vitaminas boas para a pele.

Quais são as melhores vitaminas para ter uma pele bonita e saudável?

A biotina, também conhecida como “vitamina da beleza”

A vitamina B8 ou biotina é por vezes designada “vitamina da beleza”. Esta coenzima participa, de facto, em inúmeros processos metabólicos como o metabolismo dos ácidos gordos e das proteínas, essenciais para a pele. Está também diretamente envolvida na produção de queratina, uma proteína crucial para a saúde cutânea (3-4).

Uma carência de biotina pode, aliás, conduzir a vários problemas de pele (secura, erupções cutâneas, irritação, etc.)

Pode encontrar esta vitamina na gema do ovo, nas nozes, nas amêndoas, nas leguminosas e nas vísceras, ou apostar num suplemento alimentar de biotina para aumentar os seus aportes (como Biotin), em particular em caso de pele seca.

A niacinamida – excelente para diferentes tipos de pele

Outra vitamina B: a niacinamida, uma das formas da vitamina B3, é também uma das melhores vitaminas para a pele.

Atua reforçando a barreira lipídica da pele (um elemento crucial para manter a pele hidratada), reduzindo a inflamação, regulando a produção de sebo, atenuando a hiperpigmentação, etc.

A vitamina B3 é, por isso, uma excelente vitamina para as peles secas, mas também para as peles oleosas ou maduras. Pode encontrá-la no frango, na carne de vaca, no atum, nos amendoins ou em suplementos alimentares dedicados (por exemplo Niacinamide) (5).

A riboflavina – uma vitamina antioxidante perfeita contra a secura cutânea

A riboflavina, outra designação para vitamina B2, contribui em primeiro lugar para manter uma pele saudável, ajudando a manter a pele e as mucosas e a reparar os tecidos. Além disso, esta vitamina contribui para proteger as células contra o stress oxidativo, o que a torna ainda mais benéfica para a pele (6).

A carência de riboflavina é conhecida por produzir lesões cutâneas, bem como uma pele seca e com descamação.

Para conservar uma pele hidratada e perfeitamente saudável, mantenha os seus níveis de riboflavina consumindo laticínios, ovos ou fígado, ou tomando um suplemento alimentar (aposte, por exemplo, em Derma Relief, que combina a riboflavina com probióticos estudados pelos benefícios potenciais que têm na pele).

Vitamina A contra o envelhecimento da pele

A vitamina A é um nutriente lipossolúvel que se apresenta de duas formas principais na nossa alimentação: retinol (forma ativa de vitamina A) e carotenoides (precursores da vitamina A, como o famoso betacaroteno). Ambos contribuem para manter uma pele saudável (7-8).

A vitamina A atua mais precisamente propiciando a regeneração celular, melhorando a elasticidade e reduzindo os sinais do envelhecimento, ajudando a prevenir e a reparar os danos cutâneos.

Tem uma pele madura ou com acne? Faça o pleno de retinol consumindo laticínios ou peixe, ou de betacaroteno consumindo cenouras, batata-doce, espinafres, alperces… Pode também aumentar os seus aportes fazendo uma cura de carotenoides naturais (por exemplo, com o complexo Carottol™).

Vitamina C – pró-colagénio e antioxidante

E, obviamente, é impossível terminar esta lista das vitaminas boas para a pele sem evocar uma das vitaminas-estrela a nível global: a vitamina C.

A vitamina C contribui, de facto, para conservar uma pele saudável estimulando a produção de colagénio, protegendo as células contra o stress oxidativo e melhorando a cicatrização e a luminosidade da pele (9). Por último, alguns estudos sugerem que a vitamina C participa igualmente na síntese do ácido hialurónico, necessário para a tonicidade e a hidratação da pele.

Para conservar uma pele hidratada, luminosa e protegida relativamente aos radicais livres, encontre a vitamina C em vários alimentos, como os citrinos, os pimentões e as bagas, ou em suplementos alimentares de vitamina C (como Asc2P).

Fórmulas sinérgicas boas para a pele

Para cuidar da sua pele, existem fórmulas sinérgicas que combinam todas ou algumas das várias vitaminas boas para a pele com outros compostos interessantes (como Natural Skin Formula, que associa biotina, colagénio, ácido hialurónico e elastina, ou ainda Daily Beauty, que agrupa biotina, vitamina B3 e B6, queratina solúvel, péptidos de colagénio e ácido hialurónico).

Existem igualmente fórmulas multivitaminadas que permitem assegurar um aporte significativo de vitaminas para o cuidado da pele e da saúde no seu todo (como Daily 3® ou Daily 6®).

O CONSELHO SUPERSMART

Referências

  1. MAKRANTONAKI, E. et ZOUBOULIS, C. C. Molecular mechanisms of skin aging: state of the art. Annals of the New York Academy of Sciences, 2007, vol. 1119, no 1, p. 40-50.
  2. LANDAU, Marina. Exogenous factors in skin aging. Environmental factors in skin diseases, 2007, vol. 35, p. 1-13.
  3. ROBINSON, Frank Alfred. The vitamin B complex. Рипол Классик, 1951.
  4. MOCK, D. M. Skin manifestations of biotin deficiency. In : Seminars in Dermatology. 1991. p. 296-302.
  5. MATTS, Paul J., OBLONG, John E., et BISSETT, Donald L. A review of the range of effects of niacinamide in human skin. Int Fed Soc Cosmet Chem Mag, 2002, vol. 5, no 4, p. 285-289.
  6. LAKSHMI, R., LAKSHMI, A. V., et BAMJI, Mahtab S. Skin wound healing in riboflavin deficiency. Biochemical medicine and metabolic biology, 1989, vol. 42, no 3, p. 185-191.
  7. SHAPIRO, Stanley S. et SALIOU, Claude. Role of vitamins in skin care. Nutrition, 2001, vol. 17, no 10, p. 839-844.
  8. DARVIN, Maxim E., STERRY, Wolfram, LADEMANN, Juergen, et al.The role of carotenoids in human skin. Molecules, 2011, vol. 16, no 12, p. 10491-10506.
  9. PULLAR, Juliet M., CARR, Anitra C., et VISSERS, Margreet. The roles of vitamin C in skin health. Nutrients, 2017, vol. 9, no 8, p. 866.

Palavras-chave

Partilhe

Comentários

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário

Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião

Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita