0
pt
US
X
× SuperSmart Informar-se por pergunta de saúde Artigos novos Artigos populares
Visitar a nossa loja A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Equilíbrio interior Guias e tutorials

Nevralgia cervicobraquial – 5 remédios da avó

A nevralgia cervicobraquial é uma dor crónica que nasce no pescoço e se estende para um dos membros superiores. Quais são as respetivas causas e, principalmente, quais os remédios da avó que permitem aliviar os seus sintomas?
Nevralgia cervicobraquial
Alguns truques da avó permitem verdadeiramente aliviar as nevralgias cervicobraquiais.
Rédaction Supersmart.
2023-10-24Comentários (0)

Saber tudo sobre a nevralgia cervicobraquial

Como o nome indica, a nevralgia cervicobraquial é uma dor que tem origem no trajeto de um nervo que nasce na ráquis cervica (na nuca, portanto) e se prolonga para o membro superior ligado a esse nervo (o braço, esquerdo ou direito; regra geral, as nevralgias cervicobraquiais são unilaterais) (1).

As causas desta nevralgia

As principais causas da nevralgia cervicobraquial, por vezes apelidada “ciática do pescoço”, são (2):

Existem igualmente outras causas mais complexas que provocam sintomas semelhantes à nevralgia cervicobraquial. Todavia, na grande maioria dos casos, a nevralgia cervicobraquial deve-se a uma hérnia discal cervical ou a artrose cervical.

Os sintomas da nevralgia cervicobraquial

Os seus sintomas são (3):

As complicações

A principal complicação da nevralgia cervicobraquial é a resistência ao tratamento que poderá conduzir a uma intervenção cirúrgica para aliviar mais eficazmente os sintomas. De facto, em caso de agravamento, certos pacientes apresentam graves défices sensoriais e motores no membro em causa, o que pode ser incapacitante.

Exercícios e musculação

Um dos principais tratamentos das nevralgias cervicobraquiais é, em primeiro lugar, o repouso. Todavia, numa segunda fase, é hoje em dia cada vez mais aconselhado efetuar exercícios que permitam assegurar o reforço muscular das articulações em questão, a saber: a nuca e o ombro.

Por conseguinte, muito frequentemente, os cinesioterapeutas prescrevem exercícios suaves e simples, incluindo levantamentos do ombro, rotações da nuca e movimentos dos braços. O objectivo: fortalecer delicadamente os trapézios e os deltoides.

Com efeito, quanto mais robusta e forte for a estrutura muscular em torno da uma articulação, menos essa articulação será sujeita a stress (tensão) em caso de esforço. Estes exercícios permitem, por isso, aliviar as dores.

Pode-se trabalhar com uma nevralgia cervicobraquial?

Só um médico pode determinar, caso a caso, em função da origem da nevralgia (hérnia ou artrose), da gravidade do problema que está no origem dos sintomas, da idade do paciente e da profissão exercida, se é possível ou não trabalhar com uma nevralgia cervicobraquial.

De facto, em caso de défice motor ou sensorial, é evidente que um trabalho que implique força será impossível. No entanto, em caso de trabalho sentado na frente de um computador durante horas, sem reeducação ou exercícios para melhorar a postura e a robustez das costas e das articulações, trabalhar pode igualmente revelar-se complicado.

Em caso de nevralgia cervicobraquial, é portanto fortemente aconselhado consultar um médico para proceder a um diagnóstico sólido.

5 remédios da avó para aliviar uma nevralgia cervicobraquial

Como os tratamentos medicamentosos propostos pelos médicos para aliviar os sintomas de uma nevralgia cervicobraquial são essencialmente constituídos por miorrelaxantes, é possível optar por remédios naturais da avó para ajudar a tolerar melhor, de acordo com o seu médico assistente.

1) As massagens com óleos essenciais

O melhor miorrelaxante natural continua a ser a massagem! Por isso, em caso de nevralgia cervicobraquial, não hesite em ir a um massagista-cinesioterapeuta ou em pedir a um amigo para lhe dar uma massagem.

Idealmente, prepare um óleo de massagem à base de um óleo vegetal neutro e de óleos essenciais, nomeadamente de hortelã-pimenta, reputada por propiciar o relaxamento muscular (4).

2) Algumas plantas relaxantes

A valeriana, a melissa, a passiflora e a camomila são 4 plantas relaxantes com propriedades descontraturantes musculares amplamente recomendadas pelos naturopatas e pelas nossas avós para aliviar a nevralgia cervicobraquial.

Consuma-as em infusões, 3 vezes por dia, ou em suplementos alimentares, numa fórmula sinérgica relaxante, por exemplo. Estas plantas calmantes ajudarão igualmente a recuperar um sono mais relaxado, para se despertar sem dores.

3) Dois rizomas incontornáveis para cozinhar

Uma planta ayurvédica por excelência, a curcuma apresenta inúmeros benefícios. Se o seu rizoma (a sua raiz) é amplamente reconhecida por apoiar o sistema imunitário e respiratório e por sustentar o fígado e a pele, apresentaria igualmente propriedades anti-inflamatórias e analgésicas (5).

Outro remédio da avó contra a nevralgia cervicobraquial: consuma curcuma! Preferencialmente fresca, para que o seu teor em curcumina (o seu princípio ativo mais potente) seja suficientemente significativo para usufruir dos seus benefícios, na forma de suplemento de curcumina altamente biodisponível.

Sem surpresa, o gengibre, um condimento da mesma família que a curcuma, faz parte dos remédios naturais para aliviar as nevralgias cervicobraquiais. E com razão, pois o rizoma de gengibre contém gingerol, um princípio ativo potente, que possuiria as mesmas propriedades anti-inflamatórias e anti-dor que a curcuma (6).

4) As vitaminas a conhecer

Certas vitaminas podem igualmente revelar-se interessantes.

As vitaminas B, em primeiro lugar, contribuem para a saúde dos nervos. A ideia subjacente à toma de suplementos de vitaminas do complexo B: regenerar a bainha do nervo danificada. Determinadas fórmulas, como Coenzymated B Formula, reúnem todas as vitaminas do complexo B. Consulte o seu médico para saber se precisa de as tomar e em que fase do tratamento.

A vitamina D, por seu lado, pode também revelar-se benéfica em caso de nevralgia cervicobraquial. A carência de vitamina D está, aliás, associada a um risco acrescido de dores musculo-esqueléticas e de problemas neurológicos..

5) O magnésio

Quem é que nunca viu uma avó a fazer a sua pequena cura regular de magnésio? E com razão: a carência de magnésio é uma das carências mais comuns nas sociedades ocidentais. Ora, o magnésio contribui, nomeadamente, para a transmissão nervosa e para o relaxamento muscular após a contração (7).

Um suplemento de magnésio biodisponível (como Magnesium Orotate) pode, por isso, revelar-se uma ajuda certa para relaxar os músculos do pescoço, os trapézios e os deltoides em caso de nevralgia cervicobraquial, ajudando assim a aliviar os sintomas.

O CONSELHO SUPERSMART

Muscle Relaxing FormulaMuscle Relaxing Formula

O remédio natural universal para aliviar eficazmente as dores musculares

54.00 €(58.50 US$)juntar ao carrinho
5 8 opiniões
Super GingerolsSuper Gingerols

Um potente anti-inflamatório e uma ajuda digestiva tradicional.

25.00 €(27.08 US$)juntar ao carrinho
4.5 5 opiniões
Curcumin SolutionCurcumin Solution

A forma de curcumina com maior biodisponibilidade (185 superior à da curcumina clássica) disponível no mercado

31.00 €(33.58 US$)juntar ao carrinho
5 19 opiniões
Vitamin D3 5000 UIVitamin D3 5000 UI

Para compensar os perigosos défices de vitamina D

19.00 €(20.58 US$)juntar ao carrinho
5 164 opiniões
Magnesium OrotateMagnesium Orotate

Uma forma de magnésio com elevada biodisponibilidade

39.00 €(42.25 US$)juntar ao carrinho
5 23 opiniões
Coenzymated B FormulaCoenzymated B Formula

A gama completa de vitaminas B prontas para serem utilizadas directamente pelo organismo. Biodisponibilidade ainda maior.

42.00 €(45.50 US$)juntar ao carrinho
4.5 8 opiniões

Referências

  1. AIMARD, G. et CHARLES, N. Cervicobrachial neuralgia: diagnostic problems in neurology. Journal of Neuroradiology= Journal de Neuroradiologie, 1992, vol. 19, no 3, p. 149-153.
  2. PAKSOY, Yahya, LEVENDOGLU, Funda Dinç, ÖGÜN, Cemile Öztin, et al.Vertebral artery loop formation: a frequent cause of cervicobrachial pain. Spine, 2003, vol. 28, no 11, p. 1183-1188.
  3. BOUVIER, M1. Clinical semiology of common cervicobrachial neuralgia. Data from 50 hospital cases. Journal of Neuroradiology= Journal de Neuroradiologie, 1992, vol. 19, no 3, p. 146-148.
  4. SINGH, Prakash, KUMAR, Ravendra, PRAKASH, Om, et al.Seasonal variation in the essential oil composition of Mentha aquatica L. and its myorelaxant activity. Journal of Essential Oil Bearing Plants, 2020, vol. 23, no 2, p. 363-374.
  5. PAULTRE, Kristopher, CADE, William, HERNANDEZ, Daniel, et al.Therapeutic effects of turmeric or curcumin extract on pain and function for individuals with knee osteoarthritis: a systematic review. BMJ Open Sport & Exercise Medicine, 2021, vol. 7, no 1, p. e000935.
  6. TERRY, Rohini, POSADZKI, Paul, WATSON, Leala K., et al.The use of ginger (Zingiber officinale) for the treatment of pain: a systematic review of clinical trials. Pain medicine, 2011, vol. 12, no 12, p. 1808-1818.
  7. VAN DER PLAS, Anton A., SCHILDER, Johanna CM, MARINUS, Johan, et al.An  explanatory study evaluating the muscle relaxant effects of intramuscular magnesium sulphate for dystonia in complex regional pain syndrome. The Journal of Pain, 2013, vol. 14, no 11, p. 1341-1348.
Se gostou, partilhe Pinterest

Comentários

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário
Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião
A nossa seleção de artigos

Estes produtos devem interessar-lhe

© 1997-2024 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2024 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
Nortonx
secure
Utilizamos cookies (internos e de terceiros) para melhorar o seu conforto de navegação.
Saber mais sobre os cookies e gerir as minhas preferências
Aceitarx
Warning
ok