0
pt
US
WSM
215465029
O seu carrinho está vazio.
Menu

Em stock

Carnosine

Suplemento alimentar de carnosina, dipeptídeo contra glicação

25 opiniõesLer as opiniões

Potente nutriente anti-glicação

Compra imediata

90 Cáps. veg.

67.00 €

Auto-entrega

90 Cáps. veg.

67.00 €

61.64 €

Desejo

a cada

Carnosine

Vegano
Sem glúten
Sem nanopartículas
Sem excipientes controversos
Sem lactose
Sem edulcorantes

A carnosina, um composto natural do organismo

A degradação das proteínas é um dos principais mecanismos do envelhecimento. As proteínas são essenciais para o funcionamento do organismo; contudo, são destruídas quer pela oxidação (radicais livres) quer pela glicação (reacção com as moléculas de açúcar).
O envelhecimento da pele é o sinal mais visível da degradação proteica, manifestando-se por rugas, perda de elasticidade e menor capacidade de cicatrização. Contudo, a pele reflecte alterações que afectam todo o organismo e dizem também respeito aos músculos, aos vasos sanguíneos, aos olhos, ao cérebro e a muitos outros órgãos. Quando demasiadas proteínas deixam de ser funcionais, o corpo torna-se o alvo das doenças degenerativas e envelhece prematuramente.
Os estudos mostram que o aminoácido carnosina é o antioxidante mais eficaz contra o radical hidroxil (inimigo número um das proteínas) e o mais potente inibidor conhecido do processo de glicação que carameliza as nossas proteínas por «ligações cruzadas». Os estudos mostram igualmente que, aos 70 anos de idade, a taxa de carnosina nos músculos diminui mais de 63%, o que poderia explicar uma parte da fusão muscular associada ao envelhecimento. A redução da presença de carnosina no organismo, associada a um stress oxidativo crescente e a hábitos alimentares que privilegiam os glúcidos, tornam desejável ou mesmo indispensável a toma de suplementos.
Consideramos que o início da comercialização da carnosina é a novidade mais importante do ano em matéria de nutrição. Ela faz parte dos raros nutrientes cuja actividade é potente, versátil e está demonstrada.

De facto, a carnosina:
    • protege as proteínas do olho da degradação causada pelo malondialdeído (MDA) e impede que o MDA induza ligações cruzadas.
    • concentra-se no cérebro e protege-o da glicação, de ligações cruzadas, da oxidação e da excitotoxicidade. Protege os capilares do cérebro dos danos causados pelo amilóide beta, pelos lípidos oxidados e pelo metabolismo do álcool.
    • aumenta a longevidade das células senescentes e permite-lhes dividirem-se durante mais tempo, à semelhança das células jovens. Um estudo in vitro realizado em fibroblastos (um tipo de célula cutânea) permitiu aumentar a sua longevidade em 67%.
    • é também um agente anti-glicação melhor do que a aminoguanidina e pode impedir o desenvolvimento de ligações cruzadas no colagénio.
    • é eficaz no tratamento das cataratas senis (estudo em cães) e para abrandar o desenvolvimento das cataratas (estudo em coelhos).
    • faz parte de pequeno grupo de substâncias capazes de prolongar a duração de vida dos mamíferos: os ratinhos tratados com carnosina viveram 20% mais tempo que os do grupo de controlo. Além disso, tinham uma aparência mais jovem e os seus cérebros apresentavam níveis significativamente mais baixos de malondialdeído (MDA) e de monoamino-oxidase B (MAO-B) que os do grupo de controlo, indicativos de um metabolismo juvenil da dopamina.
    • permite reduzir em 85% a peroxidação dos lípidos cerebrais em ratinhos submetidos a um stress provocado intenso e aumentar num factor de seis a actividade antioxidante protectora da superóxido dismutase (SOD) no seu cérebro.
¤ A carnosina é sem dúvida a descoberta multi-modal mais promissora dos últimos anos no domínio da nutrição anti-envelhecimento. A sua acção sobre a longevidade faz-se ao nível da célula e ao nível do organismo. Os estudos científicos mostraram que a carnosina ajudava a preservar a integridade estrutural, funcional e genética do organismo, de uma forma natural e sem qualquer toxicidade. Embora alguns estudos tenham demonstrado uma actividade significativa da carnosina em dosagens relativamente baixas, da ordem dos 150 mg por dia, outros estudos mostram uma actividade superior com dosagens mais elevadas, da ordem dos 1000 a 1500 mg por dia, que permitem saturar a enzima carnosinase (que degrada a carnosina) para que a carnosina livre fique disponível em quantidade adequada em todo o organismo.

Para reforçar os efeitos protetores da carnosina, outros suplementos alimentares podem igualmente suscitar o seu interesse. Descubra, por exemplo, a fórmula sinérgica AntiOxidant Synergy, que permite tirar partido da atividade antioxidante de numerosos compostos. Entre eles, encontra-se nomeadamente a curcumina, um antioxidante-vedeta da medicina aiurvédica, o ácido alfa-lipóico, uma molécula designada “hiper-antioxidante” e o glutatião, um dos principais antioxidante do organismo.

De que é composto Carnosine

L-carnosina

Opiniões

A nota atribuída a este produto é de 4.4 em 5 estrelas.
Recolhemos 25 opiniões.

72%

16%

0%

0%

12%

Excelente 25 Opiniões
Pierenrico Tadei

9 abril 2024

Ottima per i momenti di stress e di affaticamento cardio...rilassa e ti dà energia

Patricia

8 abril 2024

Excellent pour retarder le vieillissement et les muscles

Philippe Hattemer

31 março 2024

J espère que ce complément est efficace. Prix très intéressant

Alain Depireux

2 março 2024

correspond à la description

Marie

19 dezembro 2023

Excellent

Precisa de ajuda?

Telefone

Telefone-nos:
+352 283 831 29
das 8h00 às 17h00

Perguntas frequentes

Encontrar as respostas às perguntas mais frequentes

Formulário de contacto

Não encontra a resposta à sua pergunta no site e deseja contactar-nos diretamente?
Escrever-nos
Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita