0
pt
US
WSM
215464926
O seu carrinho está vazio.
Menu

Em stock

Garcinia Cambogia

Suplemento alimentar para emagrecerGarcínia cambogia (queimador de gordura)

10 opiniõesLer as opiniões

Garcinia cambogia – Uma casca de fruto que trava o armazenamento das gorduras
  • Ajuda a controlar o peso
  • Envolvida no sentimento de saciedade
  • Inibidor de uma enzima indispensável à síntese dos ácidos gordos.

Compra imediata

120 comprimidos

27.00 €

Auto-entrega

120 comprimidos

27.00 €

24.84 €

Desejo

a cada

Garcinia Cambogia

Vegano
Sem glúten
Sem nanopartículas
Sem excipientes controversos
Sem lactose
Sem edulcorantes

O que é a Garcinia cambogia?

A Garcinia cambogia é uma árvore originária da Índia e do Sudeste Asiático, cujo fruto amarelo se assemelha a uma pequena abóbora (com menos de 5 cm de diâmetro). É com a casca deste fruto que preparamos o suplemento de garcinia: trata-se de uma das raras fontes apreciáveis de ácido hidroxicítrico (AHC), a molécula que está na origem das alegações de “perda de peso” (1).

É uma especiaria muito apreciada pelos asiáticos para temperar os peixes, por exemplo. A pele do seu fruto é utilizada tradicionalmente para aliviar o reumatismo e os problemas digestivos. Os próprios frutos são comestíveis, mas raramente consumidos devido à sua forte acidez (2).

Como é fabricado o suplemento Garcinia cambogia?

A casca do fruto contém entre 15 e 30% de AHC, ao passo que este extracto de Garcinia cambogia foi normalizado a 60%, ou seja o máximo que se encontra no mercado.

Por outras palavras, foram conservadas todas as substâncias contidas inicialmente na casca (com um intuito sinérgico). Apenas foi melhorada a composição em ácido hidroxicítrico para maximizar os seus efeitos. Para conceber comprimidos de engolir, utilizou-se apenas goma de acácia, um exsudado natural de seiva recolhida no tronco e nos ramos de arbustos florestais de certas espécies de acácia. Esta seiva contém, aliás, entre 90 a 97% de fibras solúveis.

Atenção: Muitos fabricantes propõem bombons de mastigar, pastilhas para chupar ou barras energéticas com garcinia; a dosagem em AHC desses produtos é geralmente muito inferior à administrada nos estudos científicos.

Quais são os mecanismos de acção da Garcinia cambogia?

O ácido hidroxicítrico é o principal composto activo em matéria de controlo do peso. Contudo, os seus diferentes modos de acção ainda não são todos claros.

Inibição da ATP citrato-liase. O AHC seria capaz de inibir a ATP citrato-liase, uma enzima indispensável à síntese dos ácidos gordos pelo organismo (3). Este mecanismo seria particularmente utilizado para transformar em gorduras os açúcares e amidos excedentários retirados da alimentação. Ao diminuir a actividade desta enzima, espera-se assim propiciar uma redução da lipogénese (armazenamento das gorduras) e, por conseguinte, uma perda de peso.

Aumento da oxidação lipídica. Acontece que a ATP citrato-liase permite gerar acetil-CoA, uma molécula que inibe de forma indirecta a oxidação das gorduras (4). Ao diminuir a actividade da ATP citrato-liase, propicia-se a redução da quantidade de acetil-CoA, e portanto um aumento da oxidação das gorduras, aquilo a que chamamos vulgarmente “queima das gorduras”. Este efeito poderia ser maximizado associando a uma actividade física de tipo aeróbio.

Diminuição do apetite. Estudos in vitro levam a pensar que o AHC aumenta a disponibilidade da serotonina, o que poderia contribuir para reduzir o apetite e constituir um outro mecanismo que explica a perda de peso nos seres humanos (5). Por outro lado, a inibição da ATP citrato-liase levaria a um abrandamento da glicólise (o processo que assegura a transformação da glicose em energia) e a um redireccionamento das sub-unidades de carbono para a produção de glicogénio. Este processo parece activar os glucoreceptores hepáticos que poderiam estar na origem de um aumento da saciedade, por influência do nervo pneumogástrico.

Que diz a investigação a propósito da Garcinia cambogia?

Há muito tempo que a comunidade científica se interessa pela Garcinia cambogia. A quase totalidade dos estudos realizados em animais nos últimos quarenta anos demonstram a actividade do ácido hidroxicítrico na síntese de novo das gorduras, mas os ensaios clínicos realizados no ser humano e a falta de certezas sobre os mecanismos de acção da Garcinia cambogia incitam uma parte da comunidade científica à prudência. Algumas autoridades realçam por outro lado que não sabemos se a perda de peso induzida pela toma de um suplemento de Garcinia cambogia se mantém a longo prazo.

Num total de doze ensaios clínicos (realizados em dupla ocultação e controlados por placebo), oito ensaios que envolveram mais de 400 sujeitos, indicam uma tendência favorável para a perda de peso ou a redução da massa adiposa (6-13). Por outro lado, quatro ensaios realizados com 200 sujeitos produziram resultados não conclusivos. Um destes quatro estudos foi criticado pois os participantes tiveram de adoptar uma dieta rica em fibras, o que poderá ter reduzido a absorção gastrointestinal do AHC, e portanto, anulado a respectiva acção.

Uma meta análise (14) recente de nove estudos mostra, por outro lado, uma diferença significativa a favor da perda de peso relativamente a um placebo (– 0,88 kg).

Acção no apetite. Inúmeros estudos realizados em animais evidenciaram uma redução dos aportes alimentares em caso de administração de AHC (17). Um estudo realizado em 2014 com voluntários saudáveis mostrou um aumento da saciedade e uma diminuição das sensações de fome em ligação com a toma de um suplemento contendo Garcinia cambogia (18-19).

Actividade anti obesidade. Vários estudos validaram o postulado segundo o qual o AHC – ao inibir a ATP citrato-liase – bloqueia a conversão do citrato em acetil-CoA, a primeira etapa na síntese dos ácidos gordos20. A toma de um suplemento de 500 mg durante três dias reduziu assim a lipogénese em voluntários submetidos a uma dieta rica em glúcidos21.

Embora a Garcinia cambogia e os suplementos que a contêm sejam populares sobretudo para a gestão do peso, inúmeros estudos indicaram igualmente potenciais efeitos anti-inflamatórios, anti diabéticos (15), antioxidantes (16) e antimicrobianos.

Existem precauções a tomar ao utilizar Garcinia cambogia? Riscos?

Os estudos in vitro e as observações durante os ensaios clínicos indicam que a Garcinia cambogia não apresenta riscos para o ser humano (22-24) nas doses recomendadas.

O complemento de Garcinia cambogia não deve ser tomado em simultâneo com inibidores selectivos da recaptura da serotonina (ISRS), medicamentos psicotrópicos frequentemente receitados para tratar a depressão, a ansiedade e os distúrbios obsessivos compulsivos. Adicionalmente, recomenda-se não consumir a planta durante a gravidez ou quando está a amamentar. Em caso de problemas cardiovasculares, hipertensão, arritmia cardíaca e anemia, recomendamos que se aconselhe com o seu terapeuta.

Atenção: Tenha cuidado para não confundir o extracto de casca das sementes de Garcinia cambogia com a resina de Garcinia hanburyi, um potente laxante com efeitos indesejados potencialmente graves.

Os mais recentes avanços da investigação

Efeitos a longo prazo de Garcinia cambogia e do glucomanano (fibras solúveis muito absorventes extraídas da raiz de konjac) na perda de peso nas pessoas que sofrem de obesidade e apresentam polimorfismos particulares – Janeiro de 2018

214 indivíduos obesos ou em situação de excesso de peso foram acompanhados durante seis meses (25). Metade tomou Garcinia cambogia (500 mg duas vezes por dia), ao passo que a outra metade tomou glucomanano (500 mg duas vezes por dia). Os investigadores analisaram a evolução do peso, da massa gorda, das gorduras viscerais e dos perfis lipídicos nos dois grupos. Alguns dos sujeitos apresentavam genes de predisposição para a obesidade.

No final dos seis meses de tratamento os investigadores constataram uma perda de peso notável associada a uma forte redução das gorduras viscerais, bem como uma melhoria dos perfis lipídicos nos dois grupos, embora os efeitos tenham sido reduzidos nos indivíduos com predisposição para excesso de peso.

Não foi relatado qualquer efeito secundário pelos voluntários nem pela equipa médica.

Nenhum dos autores declara qualquer conflito de interesses relacionado com a publicação deste estudo.

Actualização: 30/03/2018

Notas

As alterações no modo de vida e nos hábitos alimentares são as melhores formas de perder peso, mas são muitas vezes difíceis de pôr em prática e manter ao longo do tempo. É por esta razão que as terapias alternativas, nomeadamente os suplementos nutricionais, podem ser uma ajuda preciosa.

Referências

1. OHIA S.E., OPERE C.A., LEDAY A.M., BAGCHI M., BAGCHI D., STOHS S.J. « Safety and mechanism of appetite suppression by a novel hydroxycitric acid extract (HCA-SX) », Mol. Cell. Biol. 2002 ;238:89-103.
2. LIM T.K. « Edible medicinal and non-aromatic plants » Vol. 2. Netherlands : Springer ; 2012.
3. LOWENSTEIN J. « Method of treating obesity », Patent US3764692 ; October 9 1973.
4. JENA B.S., JAYAPRAKASHA G.K, SINGH R., SAKARIH K.K. « Chemistry and biochemistry of (–)-hydroxycitric acid from Garcinia », J. Agric. Food Chem. 2002 ;50:10-22.
5. OHIA S.E., OPERE C.A., LEDAY A.M. et al. « Safety and mechanism of appetite suppression by a novel hydroxycitric acid (HCA-SX) », Mol. Cell. Biochem. 2002 ; 238:89-103.
6. PREUSS H.G., BAGCHI D. et al. « Effects of a natural extract of (-)-hydroxycitric acid (HCA-SX) and a combination of HCA-SX plus niacin-bound chromium and Gymnema sylvestris extract on weight loss », Diabetes Obes. Metab. 2004 May;6(3):171-80.
7. ROONGPISUTHIPONG C., KANTAWAN R., ROONGPISUTHIPONG W. « Reduction of adipose tissue and body weight: effect of water soluble calcium hydroxycitrate in Garcinia atroviridis on the short term treatment of obese women in Thailand », Asia. Pac. J. Clin. Nutr. 2007 ;16(1):25-9.
8. WESTERTERP-PLANTENGA M.S., KOVACS E.M. « The effect of (-)-hydroxycitrate on energy intake and satiety in overweight humans », Int. J. Obes. Relat. Metab. Disord. 2002 Jun. ;26(6):870-2.
9. PREUSS H.G., GARIS R.I. et al. « Efficacy of a novel calcium/potassium salt of (-)-hydroxycitric acid in weight control », Int. J. Clin. Pharmacol. Res. 2005 ;25(3):133-44.
10. OPALA T., RZYMSKI P. et al. « Efficacy of 12 weeks supplementation of a botanical extract-based weight loss formula on body weight, body composition and blood chemistry in healthy, overweight subjects - a randomised double-blind placebo-controlled clinical trial », Eur. J. Med. Res. 2006 Aug. 30 ;11(8):343-50.
11. KOVACS E.M., WESTERTERP-PLANTENGA M.S. « Effects of (-)-hydroxycitrate on net fat synthesis as de novo lipogenesis », Physiol. Behav. 2006 Jul. 30 ;88(4-5):371-81.
12. TOROMANYAN E., ASLANYAN G. et al. « Efficacy of Slim339 in reducing body weight of overweight and obese human subjects », Phytother. Res. 2007 Dec ;21(12):1177-81.
13. VASQUES C.A., ROSSETTO S. et al. « Evaluation of the pharmacotherapeutic efficacy of Garcinia cambogia plus Amorphophallus konjac for the treatment of obesity », Phytother. Res. 2008 Sep.;22(9):1135-40.
14. ONAKPOYA I., HUNG S.K., PERRY R. et al. « The use of Garcinia extract (hydroxycitric acid) as a weight loss supplement: a systematic review and meta-analysis of randomised clinical trials », J. Obes. 2011 ; 2011:509038
15. VASQUES C.A.R., SCHNEIDER R., KLEIN-JÚNIOR L.C., FALAVIGNA A., PIAZZA I., ROSSETTO S. « Hypolipemic effect of Garcinia cambogia in obese women », Phytother. Res. 2014 ;28:887-91.
16. SHIVAKUMAR S., SANDHIYA S., SUBHASREE N., AGRAWAL A., DUBEY G.P. « In vitro assessment of antibacterial and antioxidant activities of fruit rind extracts of Garcinia cambogia », L. Int. J. Pharm. Pharm. Sci. 2013;5:254-7.
17. RAO G.V., KARUNAKARA A.C., BABU R.R.S., RANJIT D., REDDY G.C. « Hydroxycitric acid lactone and its salts: Preparation and appetite suppression studies », Food Chem. 2010;120:235-9.
18. MAYER M.A., FINLAYSON G., FISCHMAN D., DE PAZ C., TELLERIARTE M.R., FERRERO A.J. et al. « Evaluation of the satiating properties of a nutraceutical product containing Garcinia cambogia and Ascophyllum nodosum extracts in healthy volunteers », Food Func. 2014;5:773-9.
19. MATTES R.D., BORMANN L. « Effects of (–)-hydroxycitric acid on appetitive variables », Physiol. Behav. 2000;71:87-94.
20. WATSON J.A., LOWENSTEIN J.M. « Citrate and conversion of carbohydrate into fat », J. Biol. Chem. 1970;22:5993-6002.
21. KOVACS E.M.R., PLANTENGA M.S.W. « Effects of (-)-hydroxycitrate on net fat synthesis as de novo lipogenesis », Physiol. Behav. 2006;88:371-81
22. STOHS S.J., PREUSS H.G., OHIA S.E., KAATS G.R., KEEN C.L., WILLIAMS L.D. et al. « No evidence demonstrating hepatotoxicity associated with hydroxycitric acid », World. J. Gastroenterol. 2009 ;15:4087-9.
23. PITTLER M.H., SCHMIDT K., ERNST E. Adverse events of herbal food supplements for body weight reduction: Systematic review. Obes. Rev. 2005 ;6:93-111.
24. CHUAH L.O., YEAP S.K., HO W.Y., BEH B.K., ALITHEEN N.B. « In vitro and in vivo toxicity of Garcinia or hydroxycitric acid: a review », Evid. Based Complement Alternat. Med. 2012; 2012:197920
25. MAIA-LANDIM A., RAMIREZ J.M. et al. « Long-term effects of Garcinia cambogia/Glucomannan on weight loss in people with obesity, PLIN4, FTO and Trp64Arg polymorphisms », BMC Complement Altern Med. 2018 ; 18 : 26. Publicado online 2018 Jan 24. doi: 10.1186/s12906-018-2099-7
26. SEMWAL RUCHI BADONI, SEMWAL DEEPAK KUMAR, VERMAAK ILZE, VILJOEN ALVARO, « A comprehensive scientific overview of Garcina cambogia », Fitoterapia (2015), doi : 10.1016/j.fitote.2015.02.012

De que é composto Garcinia Cambogia

Extrato de Garcinia cambogia
Plante

Tem dúvidas? Questões?

Porque é que o preço de Garcinia cambogia é mais elevado do que o de outros suplementos?

O suplemento Garcinia cambogia foi normalizado para conter 60% de ácido hidroxicítrico, contra apenas 15 a 30% do produto de base. São raros os fabricantes que propõem um produto de tão grande qualidade. Além disso, o único excipiente utilizado é totalmente natural; trata-se da goma de acácia, um exsudado de seiva de acácia reconhecido como sendo uma fonte natural de fibras solúveis.

Porque é que Garcinia cambogia não é produzido na Europa ou na América do Norte?

As 180 espécies que compõem o género garcinia precisam de condições tropicais para se desenvolver. Trata-se de plantas indígenas ou autóctones da Ásia tropical e de África, apesar de – hoje em dia – as podermos também encontrar na Polinésia.

A que produtos podemos associar Garcinia cambogia?

Para perder peso, recomenda-se uma redução dos aportes calóricos bem como um aumento da actividade física (em particular do exercício aeróbio).

Existem outros suplementos para reduzir os aportes calóricos, como o CSAT® (as fibras solúveis aumentam a viscosidade do bolo alimentar e provocam uma mais rápida sensação de saciedade), o Fat & Carb Blocker (os polifenóis específicos inibem uma parte das enzimas digestivas) ou para contribuir para o não armazenamento das gorduras como o Appetite Control Formula (o chá verde contribui para aumentar os gastos energéticos).

Temos de estar preparados para certos efeitos secundários com Garcinia cambogia?

Tomando as doses diárias recomendadas, os efeitos indesejados observados durante os estudos foram raros, benignos e passageiros.

Opiniões

A nota atribuída a este produto é de 4.6 em 5 estrelas.
Recolhemos 10 opiniões.

80%

10%

0%

10%

0%

Excelente 10 Opiniões
Xavier Solà

4 março 2024

Aucun problème

Frederique

10 outubro 2023

Très satisfaisant

Client Fey Henri

30 julho 2021

très efficace

Miguel Ferra

27 fevereiro 2020

Funciona con el tiempo

Tabellion Brigitte

11 fevereiro 2020

On commence à avoir des résultats, même si ce n est pas immédiat. Nous allons poursuivre. 6 kg de moins en 5 mois.

Precisa de ajuda?

Telefone

Telefone-nos:
+352 283 831 29
das 8h00 às 17h00

Perguntas frequentes

Encontrar as respostas às perguntas mais frequentes

Formulário de contacto

Não encontra a resposta à sua pergunta no site e deseja contactar-nos diretamente?
Escrever-nos
Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita