Trustpilot
SuperSmartSuper-nutrition Nutranews
X
× Comprar por problema de saude Comprar por ingrediente As melhores vendas Novidades Promoção A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Início BlogOs meus conselhosRefluxo gastroesofágico: o que fazer? Como tratá-lo e evitá-lo?
Os meus conselhos

Refluxo gastroesofágico: o que fazer? Como tratá-lo e evitá-lo?

2018-09-26

Compreender a origem do refluxo gastroesofágico

Para bem compreender como evitar ou parar o refluxo gastroesofágico, façamos um pequeno resumo da sua origem. Este deve-se a uma disfunção dos mecanismos antirrefluxo do organismo. Em situação normal, estes impedem a regurgitação do conteúdo ácido do estômago para o esófago.

O funcionamento dos sistemas antirrefluxo do organismo pode ser afetado em diferentes situações. Entre as causas do refluxo gastroesofágico, encontram-se designadamente:

  • refeições abundantes;
  • uma dieta muito rica em gorduras;
  • a ingestão de alimentos irritantes e/ou acidificantes;
  • o consumo de álcool;
  • o tabagismo;
  • o stress;
  • uma gravidez;
  • o excesso de peso;
  • etc.

Nota: O refluxo gastroesofágico resulta frequentemente da associação de várias causas, daí a importância de tratar cada uma delas.

Quais os remédios naturais para combater o refluxo gastroesofágico?

Muito desagradável, o refluxo gastroesofágico pode, felizmente, ser aliviado. Fala-se, por vezes, das mezinhas da avó, como o sumo de batata, que tem uma ação alcalinizante. Um produto alcalinizante é o oposto de um alimentos acidificante. Contribui para manter um melhor equilíbrio ácido-base no organismo e, assim, preservar o conforto digestivo.

A alfarroba também é um excelente aliado para impedir o refluxo gastroesofágico. Ela contém uma grande quantidade de fibras que, quando presentes no organismo, eliminam rapidamente a acidez do estômago e do trato digestivo. As fibras da alfarroba têm igualmente outra vantagem: um efeito inibidor natural da fome. Elas permitem lutar contra os excessos alimentares propícios ao refluxo gastroesofágico. Caso para dizer que uma cura de alfarrobas tem numerosas propriedades!

O refluxo gastroesofágico não é um problema recente. Os Ameríndios já o tratavam há vários séculos utilizando o olmo vermelho. Esta planta é, hoje em dia, frequentemente associada a outros remédios naturais contra o refluxo gastroesofágico. Por exemplo, o produto Anti-Acid Reflux Formula reúne nomeadamente um extrato de olmo vermelho, um extrato de raiz de alcaçuz deglicirrhizinazado e um extrato de casca de laranja. Juntos, estes compostos naturais vão atuar contra os refluxos gástricos, aliviar as pessoas atingidas por refluxos gastroesofágicos e prevenir as complicações!

Como evitar o refluxo gastroesofágico?

Eficazes como tratamento natural do refluxo gastroesofágico, os remédios naturais suprarreferidos também atuam como prevenção. Existem várias atitudes consideradas corretas que são frequentemente preconizados para evitar o refluxo gastroesofágico:

  • evitar refeições muito abundantes e muito gordas;
  • evitar o consumo de certos alimentos irritantes e/ou acidificantes;
  • evitar o consumo de álcool;
  • limitar os esforços demasiado intensos após as refeições;
  • evitar inclinar-se para a frente;
  • ir deitar-se pelo menos três horas após a refeição da noite;
  • dormir de preferência de costas e elevar a cabeça para dormir;
  • não fumar ou parar de fumar;
  • evitar levar vestuário demasiado apertado a nível da cintura;
  • combater o aumento de peso;
  • combater o stress;
  • etc.

No que diz respeito à seleção dos alimentos, alguns deles podem aumentar a acidez do estômago, enquanto outros podem irritar a parede estomacal. Todos estes alimentos são desaconselhados para evitar o refluxo gastroesofágico:

  • alimentos fritos;
  • pratos com molho;
  • carnes gordas e a charcutaria;
  • peixes gordos;
  • queijos que fermentam;
  • especiarias, especialmente as malaguetas;
  • alguns citrinos, entre as quais as laranjas;
  • bebidas com gás;
  • bebidas alcoólicas;
  • café;
  • etc.
  • Por fim, façamos um ponto da situação sobre o stress, o qual constitui um fator de risco importante do refluxo gastroesofágico. Para limitar o risco, é aconselhável relaxar antes das refeições. A prática de exercícios de relaxamento podem-se tornar eficazes. O uso de uma fórmula natural contra o stress também pode ser interessante.

x
secure

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
Continuar as minhas compras