0
pt
US
WSM
216951060
O seu carrinho está vazio.
Menu
Homem que sofre de gastrite

Gastrite – que alimentos evitar?

Tem indigestão, azia, dores abdominais ou flatulência? Talvez sofra de gastrite. Para aliviar a gastrite, há várias soluções… e, nomeadamente, alimentos a evitar.

A gastrite – o que é?

A gastrite é uma inflamação do estômago, mais precisamente da respetiva mucosa. É interessante salientar que é possível sofrer de gastrite sem se aperceber disso. Fala-se então de gastrite assintomática.

Mas o mais frequente é a gastrite ser notada por vários sintomas. Trata-se principalmente de problemas de digestão como azia, acidez, inchaço e até vómitos.

Pode ser causada por vários fatores: infeção por Helicobacter pylori, excesso de álcool, refluxo gastroesofágico, stress, doença autoimune…

A gastrite pode ser aguda ou crónica. A gastrite aguda surge brutalmente e desaparece normalmente por si mesma em poucos dias. Mas, se se tornar crónica, pode durar por vezes durante vários meses.

Como tratar uma gastrite?

Apesar dos seus sintomas particularmente desagradáveis, a gastrite aguda é o mais frequentemente benigna.

Quer seja aguda ou crónica, em todos os casos recomenda-se veementemente consultar um médico caso se suspeite de gastrite ou em caso de sintomas prolongados.

Os tratamentos médicos contra a gastrite

O seu médico tentará certamente descobrir os fatores responsáveis pelo surgimento da gastrite.

Poderá eventualmente receitar-lhe antiácidos, por exemplo, inibidores do recetor H2 da histamina ou inibidores da bomba de protões. Poderá também receitar-lhe protetores gástricos e antálgicos para aliviar a dor.

Em caso de gastrite crónica devido à presença da bactéria Helicobacter pylori, o médico pode receitar antibióticos, por exemplo, amoxicilina.

A alimentação – uma verdadeira chave para aliviar a gastrite

O seu médico dir-lhe-á com certeza que uma das chaves para aliviar eficaz e rapidamente uma gastrite é a sua alimentação. Os médicos aconselham frequentemente comer sopas e outros alimentos líquidos para aliviar o estômago. Mas existem igualmente alimentos que devem ser evitados e outros que se devem privilegiar para acabar com os sintomas.

Que alimentos evitar em caso de gastrite?

Para aliviar os sintomas e evitar que a gastrite se prolongue no tempo, é preferível prioritariamente evitar determinados alimentos que são particularmente irritantes e difíceis de digerir:

  • os alimentos demasiado gordos, demasiado salgados e demasiado ácidos são particularmente difíceis de digerir e estimulam as secreções ácidas. Por isso, não é aconselhável comer carnes gordas e salgados, nomeadamente charcutaria, queijos, biscoitos aperitivos, chucrute ou ainda demasiadas matérias gordas, em particular fritos. Os pratos com molhos e as sobremesas gulosas devem igualmente ser postos de lado;
  • os alimentos demasiado doces, que encontramos, nomeadamente, nos produtos transformados, na fast-food, nos cereais industriais e nas sobremesas propiciam igualmente a inflamação;
  • é também preferível evitar os pratos e preparados muito condimentados. Malaguetas, curry, gengibre e também cominhos e anis verde podem irritar a parede do estômago;
  • por fim, o álcool e as bebidas irritantes e gasosas como o café, o chá, os sumos de fruta e os refrigerantes devem ser banidos até estar curado. De facto, o álcool pode alterar a mucosa do estômago e do esófago. As outras bebidas a evitar aumentam a secreção de ácido gástrico.

Que alimentos ingerir em caso de gastrite?

Logicamente, os alimentos a privilegiar são globalmente os que não entram na categoria dos alimentos a evitar:

  • os alimentos ricos em fibras e antioxidantes são geralmente recomendados em caso de gastrite. Os médicos recomendam frequentemente comer sopa. Tal permite, de facto, tirar partido dos benefícios dos legumes, em particular das suas vitaminas, num prato especialmente fácil de digerir;
  • para fazer o pleno de proteínas, é possível comer carne magra, como, por exemplo, frango ou peixe branco. Mas, contrariamente ao que se poderia imaginar, não hesite em comer também leguminosas como feijão vermelho, grão-de-bico ou lentilhas;
  • para a sobremesa, não hesite em comer uma peça de fruta se não for demasiado ácida. A banana, o pêssego, a pera ou a maçã são particularmente recomendadas;
  • no que toca às bebidas, nada pode ser melhor do que a água! A água da torneira, filtrada ou não, é geralmente a melhor solução a ter em conta, mesmo que possa optar por água vendida no comércio e rica em bicarbonato para combater a acidez;
  • por último, recomenda-se geralmente consumir ómega-3 (cf. o nosso célebre óleo de peixe Super Omega 3) e vitamina A (através das cenouras, beterrabas, pimentos… ou em doses mais altas tomando o nosso suplemento Carottol).

Como aliviar rapidamente uma gastrite?

Existem alguns truques a conhecer para mitigar os sintomas de uma gastrite ainda mais rapidamente:

  • fracionar as refeições é uma técnica simples que permite alimentar-se sem sobrecarregar o estômago;
  • tomar regularmente probióticos (como, por exemplo, os que encontramos em Colon Friendly), pois contribuem para manter uma microbiota intestinal saudável (1);
  • em caso de gastrite crónica causada pela bactéria Helicobacter Pylori, não hesite em informar-se sobre o nosso suplemento H. Pylori Fight. Este contém Pylopass™, uma estirpe selecionada entre mais de 700 estirpes selvagens de lactobacilos, dotada de moléculas de adesão capazes de se agregarem a esta bactéria;
  • a curcuma pode ajudar em caso de inflamação e de oxidação (2). Este ponto é particularmente significativo em caso de gastrite (por exemplo, via Natural Curcuma ou Super Curcuma);
  • por fim, a glutamina, um aminoácido chave que entra na composição das proteínas, é estudado pela sua capacidade potencial de proteger e de reparar a mucosa gástrica (descubra, por exemplo, o suplemento L-Glutamine).

O CONSELHO SUPERSMART

Referências

  1. Shi LH, Balakrishnan K, Thiagarajah K, Mohd Ismail NI, Yin OS. Beneficial Properties of Probiotics. Trop Life Sci Res. 2016 Aug;27(2):73-90. doi: 10.21315/tlsr2016.27.2.6. PMID: 27688852; PMCID: PMC5031164.
  2. Hewlings SJ, Kalman DS. Curcumin: A Review of Its Effects on Human Health. Foods. 2017 Oct 22;6(10):92. doi: 10.3390/foods6100092. PMID: 29065496; PMCID: PMC5664031.

Partilhe

Comentários

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário

Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião

Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita