0
pt
US
X
× SuperSmart Informar-se por pergunta de saúde Artigos novos Artigos populares Visitar a nossa loja A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Digestão e Conforto oro-gastrointestinal Dossiers

Dores de estômago, e se fosse a bactéria Helicobacter pylori?

Conhece a bactériaHelicobacter pylori? Frequentemente desconhecido, este agente patogénico está, no entanto, na origem de muitas dores de barriga. Considerada como a principal causa de úlceras gastroduodenais, esta bactéria está presente na maioria das pessoas.
Rédaction Supersmart.
2017-07-20 (blog.publication: 2017-07-14)Commentaires (0)

Onde se desenvolve a Helicobacter pylori ?

Pensou-se, durante muito tempo, que nenhuma bactéria podia sobreviver à acidez do estômago. No entanto, em 1982, dois investigadores australianos fazem uma descoberta surpreendente: uma bactéria resiste à atividade do suco gástrico. Essa bactéria é a Helicobacter pylori (H. pylori) . Faz parte do género bacteriano Helicobacter devido à sua estrutura externa helicoidal, que pode ser comparada com a forma de um saca-rolhas. O termo pylori refere-se ao piloro, que é a parte do estômago que está ligada ao intestino delgado.

Como sobrevive a Helicobacter pylori no estômago?

A descoberta da bactéria Helicobacter pylori no estômago humano foi recompensada com a atribuição do Prémio Nobel da Fisiologia e da Medicina em 2005. Após esta importante descoberta, outros trabalhos ajudaram a compreender melhor o mecanismo desta bactéria. Graças à sua estrutura muito especial, esta é capaz de se introduzir no muco e na mucosa do estômago. A este nível, a H. pylori produz uma quantidade significativa de urease, uma enzima capaz de produzir amoníaco. É esta produção de amoníaco que lhe permite sobreviver na mucosa gástrica.

Quais são as consequências de uma infeção pela H. pylori?

Além de produzir urease, a bactéria Helicobacter pylori produz toxinas que têm vários efeitos nefastos ao nível do estômago. Estas toxinas tendem a enfraquecer a mucosa gástrica, o que a expõe a uma agressão do suco gástrico. A produção de ácido gástrico também pode aumentar devido à ação destas toxinas promovendo a ocorrência de uma infeção crónica no estômago. Esta gastrite manifesta-se através de frequentes dores de estômago.

Quais as complicações em caso de infeção?

Nalguns casos, a gastrite causada pela infeção da H. pylori pode ser acompanhada por uma úlcera gastroduodenal. Tal corresponde a uma lesão profunda da parede do estômago (úlcera gástrica) ou da parede do intestino (úlcera duodenal). Uma infeção por Helicobacter pylori é hoje considerada a principal causa de úlcera gastroduodenal. Em certos casos mais raros, a infeção bacteriana pode estar implicada no desenvolvimento do cancro do estômago (adenocarcinoma gástrico).

Quem é afetado por essa infeção?

Segundo as estimativas, quase metade da população mundial pode estar infetada com a bactéria H. pylori. Embora a contaminação ocorra, mais frequentemente, durante a infância, a infeção por Helicobacter pylori pode ser assintomática e passar despercebida durante muitos anos. Assim, um grande número de pessoas pode viver com esta bactéria sem o saber.

Como reconhecer e diagnosticar uma infeção por H. pylori ?

Pode ser difícil diagnosticar uma infeção por Helicobacter pylori. São necessários exames médicos para confirmar a presença e o desenvolvimento desta bactéria. No entanto, alguns sinais podem servir de alerta. Convém, nomeadamente, identificar dores de estômago que persistem e se tornam cada vez mais frequentes. Essas dores abdominais também podem ser acompanhadas por inchaços. A ocorrência de náuseas, acompanhadas por uma perda de apetite, pode constituir igualmente um sinal de aviso.

Como tratar uma infeção por H. pylori?

A infeção por Helicobacter pylori é, geralmente, tratada por terapia tripla, à base de antiácidos. Estas moléculas visam reduzir a produção de ácido gástrico e, assim, limitar os danos causados na mucosa gástrica. Esta tripla terapia inclui, geralmente, um medicamento da classe dos inibidores da bomba de protões (IBP) e dois antibióticos. Em alguns casos, pode, por vezes, ser implementada uma terapia quádrupla, com um IBP e três antibióticos. Infelizmente, verificaram-se cada vez mais casos de antibiorresistência nestes últimos anos. A bactéria H. pylori sofre mutações e torna-se resistente aos antibióticos.

Existem tratamentos naturais?

Face ao desenvolvimento da resistência aos antibióticos, vários estudos destacam as vantagens dos tratamentos naturais para combater as gastrites e as úlceras. Muito estudado, o extrato de alcaçuz revelou, nomeadamente, efeitos benéficos para aliviar as dores de estômago, as náuseas e os refluxos ácidos. Existe outro extrato natural que suscita igualmente o interesse dos investigadores para erradicar a bactéria Helicobacter pylori: a borracha de mástique. Esta goma natural é usada há milénios como remédio para as dores de estômago e como antissético. Alguns estudos revelam que este extrato natural pode inibir ou matar determinadas bactérias, incluindo a H. pylori.

Como prevenir uma infeção por H. pylori?

Referidos anteriormente, o extrato de alcaçuz e a borracha de mástique podem igualmente ser utilizados com finalidades preventivas. As suas atividades podem, designadamente, contribuir para a proteção da mucosa gástrica face às agressões da bactéria H. pylori. Facilitar o trânsito digestivo também pode ter um interesse preventivo. Com efeito, um bom transito digestivo favorece a eliminação das toxinas, entre as quais as produzidas por Helicobacter pylori. Além de um estilo de vida saudável e de uma alimentação equilibrada, alguns suplementos alimentares podem ajudá-lo a manter um bom trânsito. É, por exemplo, o caso das sementes de psílio,que contêm uma grande quantidade de fibras solúveis, e dos probióticos, micro-organismos conhecidos pelos seus benefícios ao nível do sistema digestivo.

Se gostou, partilhe

Commentaires

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário
Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião
A nossa seleção de artigos
Fotografia de uma pessoa à procura de algo no frigorífico
Os probióticos devem ser conservados no frigorífico? Sim ou não?

São cada vez mais os clientes que nos fazem esta pergunta. Os probióticos devem ser conservados no frigorífico para sobreviver? E, se sim, o envio desses mesmos probióticos por via postal pode ser fatal para eles?

Ilustração bactérias probióticas
Quanto tempo devem durar as curas de probióticos?

As curas de probióticos são soluções naturais para reduzir as infecções, combater a inflamação e melhorar a digestão. Mas quanto tempo devem durar?

Refluxo gastroesofágico: o que fazer? Como tratá-lo e evitá-lo?

O assunto do dia é o refluxo gastroesofágico, aquela sensação de queimadura que sobe do estômago para a garganta. O que fazer contra o refluxo gastroesofágico? Quais são os remédios disponíveis? Como evitá-los? Dizemos-lhe tudo o que precisa de saber!

Porquê fazer uma cura de probióticos este verão?

Os suplementos de probióticos são bem conhecidos hoje em dia! Fornecem micro-organismos que contribuem para manter o equilíbrio dos microbiotas e apresentam numerosos benefícios para o organismo. Entre os benefícios dos probióticos, muitos deles podem suscitar o seu interesse para este verão! Descubra três motivos para começar uma cura a partir de hoje!

Porquê e como usar o aloé vera no dia-a-dia!

De certeza que já ouviu falar do aloé vera. Mas será que conhece todos os serviços que esta planta das mil e umas virtudes lhe pode prestar? Eis 10 utilizações do aloé vera nas quais nunca tinha (necessariamente) pensado!

Probióticos e saúde: que ligações?

Desde há alguns anos a esta parte só se fala deles! Os probióticos, o novo eldorado dos trânsitos intestinais perturbados, continuam a desvendar propriedades.

Estes produtos devem interessar-lhe

Probio Forte™Probio Forte™

Potente mistura de probióticos; 8 mil milhões de microrganismos por cápsula Em DR Caps™ gastro-resistentes para uma eficácia ideal

29.00 €(32.00 US$)
+
H. Pylori Fight  100 mgH. Pylori Fight 100 mg

O tratamento natural contra Helicobacter pylori

28.00 €(30.90 US$)
+
Digestive EnzymesDigestive Enzymes

Fórmula digestiva superpotente com espectro exaustivo. Agora em DR caps™ gastro-resistentes.

30.00 €(33.10 US$)
+
Anti-Acid Reflux FormulaAnti-Acid Reflux Formula

A combinação natural incontornável contra o refluxo

35.00 €(38.62 US$)
+
Lactobacillus rhamnosus GGLactobacillus rhamnosus GG

Contribui naturalmente para a manutenção da flora intestinal e da flora vaginal.

23.00 €(25.38 US$)
+
FlavoFight 250 mg FlavoFight 250 mg

Flavobióticos para melhorar a flora e a imunidade intestinais

34.00 €(37.52 US$)
+
Zinc L-carnosine 37,5 mgZinc L-carnosine 37,5 mg

Complexo patenteado zinco-carnosina, protege o estômago da vários tipos de agressões.

25.00 €(27.58 US$)
+
Mastic Gum 500 mgMastic Gum 500 mg

Alivia as dores de estômago e ajuda a controlar a H.Pylori

32.00 €(35.31 US$)
+
© 1997-2019 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2019 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
Nortonx
secure