0
pt
US
SuperSmartSuper-nutrition Blog
X
× Informar-se por pergunta de saúde Artigos novos Artigos populares Visitar a nossa loja A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Digestão e Conforto oro-gastrointestinal Dossiers

Dores de estômago, e se fosse a bactéria Helicobacter pylori?

Conhece a bactériaHelicobacter pylori? Frequentemente desconhecido, este agente patogénico está, no entanto, na origem de muitas dores de barriga. Considerada como a principal causa de úlceras gastroduodenais, esta bactéria está presente na maioria das pessoas.
Rédaction Supersmart.
2017-07-20 (blog.publication: 2017-07-14)Commentaires (0)

Onde se desenvolve a Helicobacter pylori ?

Pensou-se, durante muito tempo, que nenhuma bactéria podia sobreviver à acidez do estômago. No entanto, em 1982, dois investigadores australianos fazem uma descoberta surpreendente: uma bactéria resiste à atividade do suco gástrico. Essa bactéria é a Helicobacter pylori (H. pylori) . Faz parte do género bacteriano Helicobacter devido à sua estrutura externa helicoidal, que pode ser comparada com a forma de um saca-rolhas. O termo pylori refere-se ao piloro, que é a parte do estômago que está ligada ao intestino delgado.

Como sobrevive a Helicobacter pylori no estômago?

A descoberta da bactéria Helicobacter pylori no estômago humano foi recompensada com a atribuição do Prémio Nobel da Fisiologia e da Medicina em 2005. Após esta importante descoberta, outros trabalhos ajudaram a compreender melhor o mecanismo desta bactéria. Graças à sua estrutura muito especial, esta é capaz de se introduzir no muco e na mucosa do estômago. A este nível, a H. pylori produz uma quantidade significativa de urease, uma enzima capaz de produzir amoníaco. É esta produção de amoníaco que lhe permite sobreviver na mucosa gástrica.

Quais são as consequências de uma infeção pela H. pylori?

Além de produzir urease, a bactéria Helicobacter pylori produz toxinas que têm vários efeitos nefastos ao nível do estômago. Estas toxinas tendem a enfraquecer a mucosa gástrica, o que a expõe a uma agressão do suco gástrico. A produção de ácido gástrico também pode aumentar devido à ação destas toxinas promovendo a ocorrência de uma infeção crónica no estômago. Esta gastrite manifesta-se através de frequentes dores de estômago.

Quais as complicações em caso de infeção?

Nalguns casos, a gastrite causada pela infeção da H. pylori pode ser acompanhada por uma úlcera gastroduodenal. Tal corresponde a uma lesão profunda da parede do estômago (úlcera gástrica) ou da parede do intestino (úlcera duodenal). Uma infeção por Helicobacter pylori é hoje considerada a principal causa de úlcera gastroduodenal. Em certos casos mais raros, a infeção bacteriana pode estar implicada no desenvolvimento do cancro do estômago (adenocarcinoma gástrico).

Quem é afetado por essa infeção?

Segundo as estimativas, quase metade da população mundial pode estar infetada com a bactéria H. pylori. Embora a contaminação ocorra, mais frequentemente, durante a infância, a infeção por Helicobacter pylori pode ser assintomática e passar despercebida durante muitos anos. Assim, um grande número de pessoas pode viver com esta bactéria sem o saber.

Como reconhecer e diagnosticar uma infeção por H. pylori ?

Pode ser difícil diagnosticar uma infeção por Helicobacter pylori. São necessários exames médicos para confirmar a presença e o desenvolvimento desta bactéria. No entanto, alguns sinais podem servir de alerta. Convém, nomeadamente, identificar dores de estômago que persistem e se tornam cada vez mais frequentes. Essas dores abdominais também podem ser acompanhadas por inchaços. A ocorrência de náuseas, acompanhadas por uma perda de apetite, pode constituir igualmente um sinal de aviso.

Como tratar uma infeção por H. pylori?

A infeção por Helicobacter pylori é, geralmente, tratada por terapia tripla, à base de antiácidos. Estas moléculas visam reduzir a produção de ácido gástrico e, assim, limitar os danos causados na mucosa gástrica. Esta tripla terapia inclui, geralmente, um medicamento da classe dos inibidores da bomba de protões (IBP) e dois antibióticos. Em alguns casos, pode, por vezes, ser implementada uma terapia quádrupla, com um IBP e três antibióticos. Infelizmente, verificaram-se cada vez mais casos de antibiorresistência nestes últimos anos. A bactéria H. pylori sofre mutações e torna-se resistente aos antibióticos.

Existem tratamentos naturais?

Face ao desenvolvimento da resistência aos antibióticos, vários estudos destacam as vantagens dos tratamentos naturais para combater as gastrites e as úlceras. Muito estudado, o extrato de alcaçuz revelou, nomeadamente, efeitos benéficos para aliviar as dores de estômago, as náuseas e os refluxos ácidos. Existe outro extrato natural que suscita igualmente o interesse dos investigadores para erradicar a bactéria Helicobacter pylori: a borracha de mástique. Esta goma natural é usada há milénios como remédio para as dores de estômago e como antissético. Alguns estudos revelam que este extrato natural pode inibir ou matar determinadas bactérias, incluindo a H. pylori.

Como prevenir uma infeção por H. pylori?

Referidos anteriormente, o extrato de alcaçuz e a borracha de mástique podem igualmente ser utilizados com finalidades preventivas. As suas atividades podem, designadamente, contribuir para a proteção da mucosa gástrica face às agressões da bactéria H. pylori. Facilitar o trânsito digestivo também pode ter um interesse preventivo. Com efeito, um bom transito digestivo favorece a eliminação das toxinas, entre as quais as produzidas por Helicobacter pylori. Além de um estilo de vida saudável e de uma alimentação equilibrada, alguns suplementos alimentares podem ajudá-lo a manter um bom trânsito. É, por exemplo, o caso das sementes de psílio,que contêm uma grande quantidade de fibras solúveis, e dos probióticos, micro-organismos conhecidos pelos seus benefícios ao nível do sistema digestivo.

Se gostou, partilhe

Commentaires

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário
Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião
A nossa seleção de artigos

Estes produtos devem interessar-lhe

Probio Forte™Probio Forte™

Potente mistura de probióticos; 8 mil milhões de microrganismos por cápsula Em DR Caps™ gastro-resistentes para uma eficácia ideal

29.00 €(31.99 US$)
+
H. Pylori Fight  100 mgH. Pylori Fight 100 mg

O tratamento natural contra Helicobacter pylori

28.00 €(30.89 US$)
+
Digestive EnzymesDigestive Enzymes

Fórmula digestiva superpotente com espectro exaustivo. Agora em DR caps™ gastro-resistentes.

30.00 €(33.09 US$)
+
Anti-Acid Reflux FormulaAnti-Acid Reflux Formula

A combinação natural incontornável contra o refluxo

35.00 €(38.61 US$)
+
Lactobacillus rhamnosus GGLactobacillus rhamnosus GG

Contribui naturalmente para a manutenção da flora intestinal e da flora vaginal.

23.00 €(25.37 US$)
+
FlavoFight 250 mg FlavoFight 250 mg

Flavobióticos para melhorar a flora e a imunidade intestinais

34.00 €(37.51 US$)
+
Zinc L-carnosine 37,5 mgZinc L-carnosine 37,5 mg

Complexo patenteado zinco-carnosina, protege o estômago da vários tipos de agressões.

25.00 €(27.58 US$)
+
Mastic Gum 500 mgMastic Gum 500 mg

Alivia as dores de estômago e ajuda a controlar a H.Pylori

32.00 €(35.30 US$)
+
© 1997-2019 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2019 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
x
secure