0
pt
US
X
× SuperSmart Informar-se por pergunta de saúde Artigos novos Artigos populares Visitar a nossa loja A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Fígado e Desintoxicação Guias e tutorials

A dieta alcalina para lutar contra a acidificação do organismo

Há várias décadas que a alimentação ocidental industrializada perturba profundamente o equilíbrio ácido-base do nosso organismo. Descubra como lutar contra esta acidificação.
A dieta alcalina contra a acidose do organismo
Descubra os alimentos alcalinos que o(a) ajudarão a reduzir a acidez do seu organismo.
Rédaction Supersmart.
2021-01-20Comentários (0)

Equilíbrio ácido-base e revolução industrial

A vida humana requer um nível de pH no sangue muito específico, de cerca de 7,4 (1). Este nível de pH é possibilitado pela alimentação, ela própria influenciada pelo pH do meio ambiente (terra e oceanos).

Ora, a chegada da agricultura intensiva e da industrialização alteraram profundamente o pH do solo e o pH dos oceanos (2). Por outro lado, o desenvolvimento da indústria agroalimentar acentuou os desequilíbrios com um aumento das matérias gordas saturadas, dos açúcares simples, dos conservantes e outros aditivos (3).

Por esta razão, a alimentação contemporânea perturba os aportes em minerais, originando um desequilíbrio entre potássio e sódio, a favor do sódio, e entre cloreto e bicarbonato, a favor do cloreto. Estes desequilíbrios podem levar a uma acidose metabólica, nociva nomeadamente para o esqueleto. (4)

A saber: os excessos de sódio e de cloretos produzem acidez ao passo que a abundância de potássio, de bicarbonato e de magnésio induzem uma alcalinidade.

Os impactos do desequilíbrio ácido-base no organismo

Quando a alimentação é demasiado ácida, o organismo vê-se forçado a restabelecer o equilíbrio ácido-base recorrendo aos seus próprios recursos de potássio e cálcio, minerais que contribuem para o meio base.

Esta utilização dos recursos do organismo para lutar contra os efeitos indesejáveis de uma alimentação desequilibrada poderia levar a uma desmineralização. De facto, inúmeros estudos sugerem que uma alimentação demasiado ácida seria nefasta para a saúde dos ossos (5).

Além disso, uma alimentação demasiado ácida , nomeadamente se for demasiado rica em proteínas de origem animal não compensadas por alimentos alcalinos, pode originar uma calciúria (6), ou seja, a presença de cálcio na urina. Uma coisa que as pessoas que sofrem de cálculos renais querem evitar em absoluto, por exemplo.

Os investigadores conseguiram assim demonstrar que uma alimentação mais alcalina estava associada a melhores índices de massa muscular nas mulheres saudáveis (7).

A dieta alcalina – uma solução natural

Quando a comida é metabolizada pelo organismo, a maioria das proteínas produzem ácidos, ao passo que a maioria dos frutos e legumes produzem “alcalinos” (8).

Convém por conseguinte restabelecer o equilíbrio ácido-base do organismo adotando prioritariamente uma alimentação saudável e rica em frutos e legumes (a dieta “alcalina” ou ácido-base). E isso sem ter em conta a acidez na boca dos alimentos.

Com efeito, de forma totalmente contra-intuitiva, parece que os alimentos açúcarados são, na realidade, acidifiantes para o organismo ao passo que muitos dos alimentos com sabor ácido são, pelo contrário, alcalínicos. Por exemplo, o açúcar refinado é um dos principais responsáveis pelo desequilíbrio ácido-base, enquanto o limão – é um dos alimentos mais alcalínicos!

O índice PRAL – uma ferramenta muito prática

PRAL é um acrónimo que significa: Potential Renal Acid Load (Carga ácida renal potencial). Este índice mede, na realidade, a carga ácida renal potencial de cada alimento. Quanto mais alto for este índice (superior a 0), mais ácido é o alimento para o organismo. Quanto mais baixo for este índice (inferior a 0), mais alcalino é. (9)

Exemplos: a carne de vaca apresenta um PRAL de +13,2 (efeito ácido), ao passo que o rabanete tem um PRAL de -3,7 (efeito alcalino).

Foi graças a este índice que os cientistas conseguiram classificar os alimentos consoante o respetivo potencial ácido no organismo.

Lista dos alimentos mais ácidos e mais alcalinos

Os alimentos mais ácidos são:

Entre o pH 5 e o pH 8, encontramos inúmeros alimentos não transformados:

Os alimentos mais alcalinos, por seu lado, são:

Pois uma alimentação equilibrada não consiste em excluir certos alimentos tidos como demasiado ácidos, à exceção dos que são reconhecidos como sendo nefastos para a saúde (álcool, pastelaria industrial, alimentos transformados, pratos prontos, etc.). Pelo contrário, trata-se de equilibrar a balança ácido-base.

A saber: como vemos, a água da torneira situa-se geralmente na faixa mais neutra em termos de pH, em função das regiões. Em determinados concelhos, a água é ligeiramente mais ácida, em outros é ligeiramente mais alcalina (por vezes com um pH de 8,4).

Alguns exemplos concretos de alimentação ácido-base

Nada impede que se faça um bom churrasco entre amigos, mesmo que a carne (em particular bovina) grelhada seja consideravelmente acidificante. Em contrapartida, convém compensar esta acidez com quantidades significativas de brócolos ou outros legumes durante a mesma refeição, limitando o consumo de cereais. E porque não propor uvas passas como aperitivo e à sobremesa, com uma salada de frutas?

Pode também tomar suplementos alimentares extraídos de alimentos alcalinos, tais como o gengibre (com Super Gingerols), a espirulina (com Spirulina) ou ainda uma associação de alimentos alcalínicos (com a fórmula completa Alkaline Formula).

De igual modo, para lhe assegurar uma boa hidratação com um pH elevado, pode ter interesse em utilizar água alcalinizada, como a nossa Super Water. Tal permite aumentar consideravelmente o pH da água e compensar eficazmente o consumo de bebidas e alimentos ácidos.

Está agora na posse de todas as informações para lutar contra a acidificação do seu organismo e para restabelecer o seu equilíbrio ácido-base.

Referências

  1. Gerry K. Schwalfenberg, The Alkaline Diet: Is There Evidence That an Alkaline pH Diet Benefits Health ?, Hindawi Publishing Corporation, Journal of Environmental and Public Health, Volume 2012, Article ID 727630, 7 pages, doi:10.1155/2012/727630
  2. J. Dam-ampai SO and C. Nilnond, “Effect of cattle manure and dolomite on soil properties and plant growth in acid upland soils,” Songklanakarin Journal of Science and Technologh, vol. 27, supplement 3, pp. 727–737, 2005.
  3. A. Sebastian, L. A. Frassetto, D. E. Sellmeyer, R. L. Merriam, and R. C. Morris Jr., “Estimation of the net acid load of the diet of ancestral preagricultural Homo sapiens and their hominid ancestors,” American Journal of Clinical Nutrition, vol. 76, no. 6, pp. 1308–1316, 2002.
  4. L. Frassetto, R. C. Morris, Jr. R.C. Jr., D. E. Sellmeyer, K. Todd, and A. Sebastian, “Diet, evolution and aging—the pathopHysiologic effects of the post-agricultural inversion of the potassium-to-sodium and base-to-chloride ratios in the human diet,” European Journal of Nutrition, vol. 40, no. 5, pp. 200–213, 2001.
  5. Welch, A., Mulligan, A., Bingham, S., & Khaw, K. (2008). Urine pH is an indicator of dietary acid–base load, fruit and vegetables and meat intakes: Results from the European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition (EPIC)-Norfolk population study. British Journal of Nutrition, 99(6), 1335-1343. doi:10.1017/S0007114507862350
  6. David A. Hanley, Susan J. Whiting, Does a High Dietary Acid Content Cause Bone Loss, and Can Bone Loss Be Prevented With an Alkaline Diet?, Journal of Clinical Densitometry, Volume 16, Issue 4, 2013, Pages 420-425, ISSN 1094-6950, https://doi.org/10.1016/j.jocd.2013.08.014.
  7. Welch, A.A., MacGregor, A.J., Skinner, J. et al. A higher alkaline dietary load is associated with greater indexes of skeletal muscle mass in women. Osteoporos Int 24, 1899–1908 (2013). https://doi.org/10.1007/s00198-012-2203-7
  8. Caroline Passey, Reducing the Dietary Acid Load: How a More Alkaline Diet Benefits Patients With Chronic Kidney Disease, Journal of Renal Nutrition, Volume 27, Issue 3, 2017, Pages 151-160, ISSN 1051-2276, https://doi.org/10.1053/j.jrn.2016.11.006
  9. Sébastien Labarde, La nutrition du sportif, Actualités pHarmaceutiques, Volume 54, Issue 548, 2015, Pages 49-52, ISSN 0515-3700, https://doi.org/10.1016/j.actpHa.2015.06.016
Se gostou, partilhe Pinterest

Comentários

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário
Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião
A nossa seleção de artigos
Alcachofras nas mãos de um cozinheiro
A alcachofra – seus benefícios para a saúde, como a cozinhar e tirar o melhor partido dela

Esta planta da família dos cardos seduz miúdos e graúdos com o seu sabor delicado e suave… mas sabe como tirar o melhor partido das virtudes dela?

Mulher jovem a beber um sumo detox
Detox – as 4 melhores substâncias para ajudar a desintoxicar o organismo

Comeu demasiadas gorduras, demasiados doces, demasiados salgados ou consumiu demasiado álcool? Ou deseja simplesmente fornecer compostos benéficos ao seu organismo de tempos a tempos? Eis 4 substâncias detox que tem de conhecer.

Representação médica de pulmões
5 plantas boas para os pulmões

Certas plantas são utilizadas há muito tempo para ajudar a limpar e a proteger os pulmões. Descubra 5 plantas particularmente interessantes para esse efeito.

Stop aos metais pesados mercúrio e cádmio
Desintoxicar o seu organismo graças ao DMSA

Chama-se quelação ao facto de libertar o organismo dos metais perigosos que nele se podem acumular: chumbo, mercúrio, cádmio… Façamos o ponto de situação sobre a desintoxicação com DMSA – um dos melhores agentes quelantes.

Fotografia de plantas de cardo mariano
4 plantas com benefícios reconhecidos para a saúde do fígado

Para que o fígado assegure as suas funções básicas, é indispensável cuidar dele diariamente. Informações sobre as plantas que podem dar uma boa ajuda.

Como proteger-se da poluição atmosférica?
Como proteger-se da poluição atmosférica?

A poluição atmosférica é um verdadeiro flagelo. As cidades são particularmente afetadas, mas o campo também não é poupado. Tal como os climatólogos, os profissionais de saúde multiplicam as mensagens de alerta! Está na hora de tomar medidas concretas para travar os riscos sanitários associados à poluição atmosférica!

Estes produtos devem interessar-lhe

DMSA 100 mgDMSA 100 mg

O quelante de mercúrio mais seguro e mais eficaz.

37.00 €(45.02 US$)
+
Magnesium Malate 800 mgMagnesium Malate 800 mg

Uma forma patenteada com melhor biodisponibilidade para quelatar os excessos tóxicos do alumínio. 20% magnésio, 69% ácido málico.

20.00 €(24.34 US$)
+
LIV 52<sup>®</sup>LIV 52®

Célebre fórmula ayurvédica de desintoxicação hepática

19.00 €(23.12 US$)
+
Silyplus 120 mgSilyplus 120 mg

Uma forma 8 a 10 vezes mais potente e mais bem absorvida de silimarina

29.00 €(35.29 US$)
+
Colon Cleanse FormulaColon Cleanse Formula

Um cólon saudável é garantia de uma vida saudável

23.00 €(27.99 US$)
+
EDTA 250 mgEDTA 250 mg

Quelante eficaz, prático e económico

27.00 €(32.85 US$)
+
Liver Support FormulaLiver Support Formula

Nova fórmula melhorada e reforçada Apoia naturalmente a função hepática

34.00 €(41.37 US$)
+
Desmo Forte™Desmo Forte™

Extracto líquido 1:2 de Desmodium adscendens Concentração máxima

36.00 €(43.81 US$)
+
© 1997-2021 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2021 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
Nortonx
secure
Warning
ok