0
pt
US
WSM
217338031
O seu carrinho está vazio.
Menu
Suplemento alimentar de ácido hialurónico

Suplemento alimentar de ácido hialurónico – porquê tomá-lo?

Conhecido pela sua utilização na cirurgia estética, o ácido hialurónico é, acima de tudo, um dos principais constituintes do nosso organismo. Para que serve exatamente na forma de suplemento?

O que é o ácido hialurónico?

Isolado pela primeira vez em 1934 pelo bioquímico Karl Mayer no humor vítreo de vaca, o ácido hialurónico, ou hialuronano, é um polissacárido (um glúcido complexo) presente naturalmente no corpo humano – e, de forma mais genérica, nos tecidos animais (1). Resulta precisamente da associação de um ácido urónico e de um aminoglicano.

No ser humano, representa um constituinte essencial da matriz extracelular, que assegura o suporte estrutural e bioquímico das nossas células (2). Encontramo-lo em proporção significativa na derme (a camada da pele localizada sob a epiderme), mas também nos olhos, no tecido conjuntivo e no líquido sinovial, cuja função é limitar as fricções ao nível das articulações (3).

Na sua forma pura, o ácido hialurónico tem uma particularidade interessante: não tem qualquer especificidade de espécie nem de tecido. A sua fórmula é, portanto, comum a todos os organismos vivos, o que explica a sua excelente tolerância em injeção ou em suplemento alimentar, independentemente da sua origem (4).

Quais são os benefícios do ácido hialurónico?

Uma revolução na medicina estética

Fala-se muito do ácido hialurónico na medicina estética desde o final dos anos 90 do século XX, altura em que veio reforçar a panóplia de produtos injetáveis. Apresentando uma inocuidade total e muito poucos efeitos secundários, é amplamente preferido pelos médicos para remodelar o rosto ou corrigir assimetrias (5).

Dotado de propriedades viscoelásticas e hidrófilas notáveis, o ácido hialurónico dispõe de uma capacidade de reter a água e de aumentar de volume ao entrar em contacto com ela (6). Assim, preenche os espaços intercelulares vazios e assegura a coesão dos tecidos. São estas propriedades que conferem à pele um aspeto liso e firme (7). Continua a ser, aliás, o produto de preenchimento atualmente mais utilizado em estética do rosto, suplantando o colagénio injetável.

Numa forma menos reticulada (mais fluida), o ácido hialurónico entra igualmente em vários cuidados médico-estéticos pouco invasivos do rosto, como a mesoterapia ou, mais recentemente, o Skinbooster (8). Muito apreciados pelo seu efeito boost de luminosidade imediato, oferecem, em paralelo, um ganho de suavidade e de firmeza.

Um dos principais constituintes das articulações

As aplicações do ácido hialurónico vão além do campo da cosmética. Esta substância é igualmente usada no âmbito de determinadas cirurgias oftalmológicas, ou ORL, e também em reumatologia (9).

Na verdade, o ácido hialurónico faz parte integrante da cartilagem e, sobretudo, do líquido sinovial, no qual assegura sozinho a elasticidade e a viscosidade (10-12). Segregado pelos condrócitos e pelos sinoviócitos, este fluido amarelado amortece as fricções ao nível das articulações móveis (joelho, cotovelo…). Estudos realizados salientam, aliás, uma diminuição da concentração de ácido hialurónico a este nível nas pessoas que sofrem de problemas articulares (13).

Um agente defensivo

O ácido hialurónico não é um composto inerte; intervém igualmente de forma ativa em processos fisiológicos variados. Vários trabalhos interessam-se, por conseguinte, pelo papel que este desempenha no mecanismo de cicatrização, bem como na sua interação com os mediadores da inflamação e com as células imunitárias (nomeadamente em caso de traumatismo físico) (14).

Os melhores suplementos de ácido hialurónico

Com o tempo, a síntese de ácido hialurónico tende a diminuir (15). Consoante as pessoas, este défice manifesta-se de maneiras diferentes: uma pele mais baça ou mais flácida, rigidez matinal ou dificuldade de praticar as suas atividades diárias (subir as escadas, jardinar…) Por isso, pode ser pertinente tomar um suplemento, escolhendo a fórmula mais adequada à sua problemática.

Nas articulações, o ácido hialurónico encontra-se numa forma com peso molecular muito elevado (superior a 1 milhão de daltons) – o hialuronato de sódio. Para recentrar a sua ação nesta esfera, é portanto vivamente recomendado optar por tomar um suplemento de ácido hialurónico com peso pelo menos equivalente (o suplemento vegetariano Hyaluronic Acid, obtido por fermentação bacteriana, apresenta um peso molecular de 1,2 milhões de daltons) (16).

Em contrapartida, para obter um efeito pele bonita, dê preferência a um suplemento de ácido hialurónico com peso molecular baixo; o seu tamanho pequeno permite-lhe penetrar em profundidade nos tecidos cutâneos (graças a uma técnica enzimática de vanguarda, o suplemento patenteado Injuv® Hyaluronic Acid tem um peso molecular invulgarmente baixo, sem qualquer alteração química) (17).

Existem igualmente fórmulas sinérgicas que combinam o ácido hialurónico com vários extratos vegetais reputados pela afinidade que têm com as articulações, como a Boswellia serrata que contribui para o conforto articular (além destes dois compostos, a fórmula inovadora Flexi-Smart aposta em insaponificáveis de soja e de abacate normalizados, que fornecem um aporte significativo de fitoesteróis para uma eficácia maximizada) (18-19).

O CONSELHO SUPERSMART

Referências

  1. Walker K, Basehore BM, Goyal A, et al. Hyaluronic Acid. [Updated 2022 Aug 25]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482440/
  2. Amorim S, Reis CA, Reis RL, Pires RA. Extracellular Matrix Mimics Using Hyaluronan-Based Biomaterials. Trends Biotechnol. 2021 Jan;39(1):90-104. doi: 10.1016/j.tibtech.2020.06.003. Epub 2020 Jul 9. PMID: 32654775.
  3. Gupta RC, Lall R, Srivastava A, Sinha A. Hyaluronic Acid: Molecular Mechanisms and Therapeutic Trajectory. Front Vet Sci. 2019 Jun 25;6:192. doi: 10.3389/fvets.2019.00192. PMID: 31294035; PMCID: PMC6603175.
  4. Becker LC, Bergfeld WF, Belsito DV, Klaassen CD, Marks JG Jr, Shank RC, Slaga TJ, Snyder PW; Cosmetic Ingredient Review Expert Panel, Andersen FA. Final report of the safety assessment of hyaluronic acid, potassium hyaluronate, and sodium hyaluronate. Int J Toxicol. 2009 Jul-Aug;28(4 Suppl):5-67. doi: 10.1177/1091581809337738. PMID: 19636067.
  5. Becker LC, Bergfeld WF, Belsito DV, Klaassen CD, Marks JG Jr, Shank RC, Slaga TJ, Snyder PW; Cosmetic Ingredient Review Expert Panel, Andersen FA. Final report of the safety assessment of hyaluronic acid, potassium hyaluronate, and sodium hyaluronate. Int J Toxicol. 2009 Jul-Aug;28(4 Suppl):5-67. doi: 10.1177/1091581809337738. PMID : 19636067.
  6. Masson F. Acide hyaluronique et hydratation cutanée [Skin hydration and hyaluronic acid]. Ann Dermatol Venereol. 2010 Apr;137 Suppl 1:S23-5. French. doi: 10.1016/S0151-9638(10)70005-3. PMID: 20435251.
  7. Dai X, Li L, Peterson W, Baumgartner RR, Huang J, Baer-Zwick A, Hoeller S, Ivezic-Schoenfeld Z, Prinz M. Safety and effectiveness of hyaluronic acid dermal filler in correction of moderate-to-severe nasolabial folds in Chinese subjects. Clin Cosmet Investig Dermatol. 2019 Jan 14;12:57-62. doi: 10.2147/CCID.S187079. PMID: 30666143; PMCID: PMC6336025.
  8. Ayatollahi A, Firooz A, Samadi A. Evaluation of safety and efficacy of booster injections of hyaluronic acid in improving the facial skin quality. J Cosmet Dermatol. 2020 Sep;19(9):2267-2272. doi: 10.1111/jocd.13493. Epub 2020 May 30. PMID: 32419355.
  9. Maheu E, Rannou F, Reginster JY. Efficacy and safety of hyaluronic acid in the management of osteoarthritis: Evidence from real-life setting trials and surveys. Semin Arthritis Rheum. 2016 Feb;45(4 Suppl):S28-33. doi : 10.1016/j.semarthrit.2015.11.008. Epub 2015 Dec 2. PMID: 26806183.
  10. Bagga H, Burkhardt D, Sambrook P, March L. Longterm effects of intraarticular hyaluronan on synovial fluid in osteoarthritis of the knee. J Rheumatol. 2006 May;33(5):946-50. PMID: 16652425.
  11. Maheu E, Rannou F, Reginster JY. Efficacy and safety of hyaluronic acid in the management of osteoarthritis: Evidence from real-life setting trials and surveys. Semin Arthritis Rheum. 2016 Feb;45(4 Suppl):S28-33. doi : 10.1016/j.semarthrit.2015.11.008. Epub 2015 Dec 2. PMID: 26806183.
  12. Vincent HK, Percival SS, Conrad BP, Seay AN, Montero C, Vincent KR. Hyaluronic Acid (HA) Viscosupplementation on Synovial Fluid Inflammation in Knee Osteoarthritis: A Pilot Study. Open Orthop J. 2013 Sep 20;7:378-84. doi: 10.2174/1874325001307010378. PMID: 24093052; PMCID: PMC3788189.
  13. Migliore A, Procopio S. Effectiveness and utility of hyaluronic acid in osteoarthritis. Clin Cases Miner Bone Metab. 2015 Jan-Apr;12(1):31-3. doi: 10.11138/ccmbm/2015.12.1.031. PMID: 26136793; PMCID: PMC4469223.
  14. Marinho A, Nunes C, Reis S. Hyaluronic Acid: A Key Ingredient in the Therapy of Inflammation. 2021 Oct 15;11(10):1518. doi: 10.3390/biom11101518. PMID: 34680150; PMCID: PMC8533685.
  15. Hsu TF, Su ZR, Hsieh YH, Wang MF, Oe M, Matsuoka R, Masuda Y. Oral Hyaluronan Relieves Wrinkles and Improves Dry Skin: A 12-Week Double-Blinded, Placebo-Controlled Study. 2021 Jun 28;13(7):2220. doi: 10.3390/nu13072220. PMID: 34203487; PMCID: PMC8308347.
  16. Hermans J, Bierma-Zeinstra SMA, Bos PK, Niesten DD, Verhaar JAN, Reijman M. The effectiveness of high molecular weight hyaluronic acid for knee osteoarthritis in patients in the working age: a randomised controlled trial. BMC Musculoskelet Disord. 2019 May 7;20(1):196. doi: 10.1186/s12891-019-2546-8. PMID: 31064359; PMCID: PMC6503549.
  17. Gariboldi S, Palazzo M, Zanobbio L, Selleri S, Sommariva M, Sfondrini L, Cavicchini S, Balsari A, Rumio C. Low molecular weight hyaluronic acid increases the self-defense of skin epithelium by induction of beta-defensin 2 via TLR2 and TLR4. J Immunol. 2008 Aug 1;181(3):2103-10. doi: 10.4049/jimmunol.181.3.2103. PMID: 18641349.
  18. Kimmatkar N, Thawani V, Hingorani L, Khiyani R. Efficacy and tolerability of Boswellia serrata extract in treatment of osteoarthritis of knee--a randomized double blind placebo controlled trial. 2003 Jan;10(1):3-7. doi: 10.1078/094471103321648593. PMID: 12622457.
  19. Salehi B, Rescigno A, Dettori T, Calina D, Docea AO, Singh L, Cebeci F, Özçelik B, Bhia M, Dowlati Beirami A, Sharifi-Rad J, Sharopov F, Cho WC, Martins N. Avocado-Soybean Unsaponifiables: A Panoply of Potentialities to Be Exploited. Biomolecules. 2020 Jan 13;10(1):130. doi: 10.3390/biom10010130. PMID: 31940989; PMCID: PMC7023362.

Palavras-chave

Partilhe

Comentários

Deve estar ligado à sua conta para poder deixar um comentário

Este artigo ainda não foi recomendado; seja o primeiro a dar a sua opinião

Pagamento seguro
32 anos de experiência
Satisfeito
ou reembolsado;
Envio rápido
Consulta gratuita