0
pt
US
1 máscara gratuita por cada encomenda; 1 pack "máscara + frasco de álcool-gel" grátis por cada encomenda de valor igual ou superior a 120€
X
× SuperSmart Comprar por problema de saude Comprar por ingrediente Best-sellers Novidades Promoção A minha conta Smart Prescription Blog Programa de fidelização Idioma: Português
Início Comprar por problema de saude Fígado e Desintoxicação Betaine HCl
Novo
Betaine HCl
Betaine HCl Betaine HCl
Betaine HCl
Fígado e Desintoxicação
0
Sem opiniões
Opiniões de clientes
19.00 €(21.44 US$)
Novo
Quantidade limitada
Descrição
Uma fonte natural de ácido gástrico para uma digestão reforçada
  • Contribui para compensar a diminuição da acidez gástrica ligada ao envelhecimento.
  • Ajuda à digestão, à absorção dos nutrientes, à desintoxicação e à redução dos danos hepáticos ligados ao álcool.
  • Ajuda a reduzir o risco de infeção do estômago (Helicobacter pylori, salmonelas, clostridium).
-
+
120 comprimidos
juntar ao cesto Certificado de Análise
Lista de desejos
Betaine HCl

Betaine HCl | Complemento de acidez gástrica natural

Betaine HCl é um acidifiante gástrico natural, concebido a partir da betaína, um alcalóide que está presente, nomeadamente, na beterraba. Destina-se a compensar a diminuição da acidez gástrica que afeta as pessoas com mais de 50 anos, melhorando dessa forma a digestão, a assimilação dos nutrientes e a prevenção das infeções gastrointestinais. O complemento é estabilizado enzimaticamente (presença de proteases) para garantir a manutenção da sua atividade no tempo.

Para que serve o ácido clorídrico no estômago?

Após a sua passagem pelo esófago, os alimentos entram no estômago, que se enche de ácido clorídrico. Trata-se de um líquido muito ácido segregado pelas células parietais (cerca de dois litros por dia) quando nos alimentamos. É tão potente que destrói a maioria das bactérias que entram no tubo digestivo junto com os alimentos.

Mas o seu principal papel consiste em propiciar a digestão das proteínas ativando a pepsina, uma enzima digestiva segregada por outras células do estômago. Esta última só é eficaz quando o estômago é muito ácido. Como é que o estômago consegue resistir ao ácido clorídrico? Algumas células do estômago estão encarregadas de fabricar uma camada protetora de muco que reveste as respetivas paredes internas. Quando esta produção de muco é insuficiente, a mucosa gástrica sofre uma erosão rápida, que leva ao surgimento de úlceras ou de gastrites. Se nada for feito, o ácido pode mesmo perfurar a parede do estômago e propiciar a passagem do respetivo conteúdo para a cavidade abdominal, provocando uma peritonite.

Que se passa, pelo contrário, quando o estômago não produz ácido clorídrico suficiente?

As pepsinas, as únicas formas enzimáticas que estão envolvidas na digestão das proteínas alimentares ao nível do estômago, deixam de ser ativadas e os problemas digestivos começam.
    Os quatro papéis fundamentais do ácido clorídrico:
  • decompor as proteínas em aminoácidos essenciais e em micronutrientes, graças à ativação da pepsina.
  • estimular o pâncreas e o intestino delgado para acentuar a produção das enzimas digestivas e da bílis, dois elementos indispensáveis à digestão dos glúcidos e dos ácidos gordos.
  • propiciar a absorção do ferro, do zinco, do magnésio, do ácido fólico, da vitamina C e da vitamina A (1-2);
  • prevenir as infeções matando as bactérias e as leveduras patogénicas existentes nos alimentos ingeridos (3). Assim, um grupo de investigadores demonstrou que a bactéria patogénica E. coli, uma das bactérias patogénicas mais mortíferas, era inativada quando o estômago era suficientemente ácido (4). Inversamente, outros estudos mostraram que uma acidez demasiado fraca estava associada a uma invasão rápida de microrganismos ao nível do cólon, levando a vários problemas gastrointestinais incómodos (5).

Quais são as causas de uma falta de ácido clorídrico (hipocloridria)?

A escassez de ácido clorídrico (hipocloridria) é muito mais vulgar do que se imagina. Um nível normal de acidez no estômago corresponde a um pH de 1 a 2 (6). Contudo, com o avançar da idade, as células do estômago produzem menos ácido clorídrico (7) e o pH aumenta... De facto, 50% das pessoas com mais de 60 anos sofrem de um nível baixo de acidez no estômago. Aos 85 anos, esta proporção pode atingir cerca de 80%. Além disso, existem outros fatores que agravam a situação:
  • uma infeção por Helicobacter pylori (8) (uma pessoa em cada duas é afetada, a maior parte das vezes sem o saber);
  • a administração repetida de medicamentos antiácidos, geralmente utilizados contra o refluxo gastroesofágico (os inibidores da bomba de protões);
  • alguns distúrbios do sistema imunitário como a anemia perniciosa, uma doença durante a qual os anticorpos atacam as células parietais responsáveis pela produção de ácido.

Quais são os efeitos de tal escassez?

Os efeitos de uma baixa acidez gástrica refletem-se em todas as funções do organismo.
  • Uma digestão pouco eficaz, que conduz a carências e a um enfraquecimento geral do organismo.
    A redução na produção de ácido conduz a níveis baixos de pepsinas ativadas. Tal facto leva a grandes dificuldades em digerir as proteínas e conduz, de facto, a carências que prejudicam a saúde geral. Por outro lado, as proteínas não digeridas acidificam o sangue, o que o leva a extrair minerais alcalinizantes em todo o organismo, inclusive nos ossos. Um fenómeno que desempenha um papel chave no desenvolvimento da osteoporose.
  • Uma proliferação bacteriana no intestino.
    A fraca quantidade de ácido gástrico conduz a uma proliferação bacteriana ao nível do intestino delgado, que leva – ela própria – ao surgimento de inúmeros problemas digestivos (9). Fala-se, nomeadamente, de SIBO (Small Intestinal Bacterial Overgrowth, ou seja, pululação bacteriana do intestino delgado). As pessoas que sofrem deste problema queixam-se geralmente de inchaços, flatulências, arrotos e dores abdominais. Além disso, as proteínas não digeridas são uma fonte de toxinas no intestino, podendo contribuir para o surgimento de outros problemas intestinais crónicos.
  • Problemas de absorção dos medicamentos.
    A acidez do estômago é um elemento crucial para a dissolução e a solubilização de inúmeros medicamentos.
Aliás, inúmeros problemas de saúde estão relacionados com problemas de produção de ácido gástrico. É o caso, nomeadamente, das alergias, da asma e da litíase biliar (cálculos).

Como tomar Betaine HCl?

Recomenda-se tomar Betaine HCl antes das refeições, para preparar o estômago e facilitar a digestão. Preste atenção para mastigar corretamente os seus alimentos durante todo o período de toma do suplemento. Se não souber se a sua acidez gástrica é adequada, pode seguir o protocolo seguinte:
  1. Comece por tomar um comprimido de Betaine HCl imediatamente antes de uma refeição rica em proteínas.
  2. Se sentir um desconforto gástrico, é provável que não tenha qualquer problema de produção de ácido clorídrico ao nível do estômago. Se não sentir qualquer efeito indesejável, tome dois comprimidos a cada refeição que contenha proteínas. Dois comprimidos de Betaine HCl fornecem o equivalente a 10 mmol de iões H+, ou seja um pH de 1,40 em 250 ml de água.
  3. Se não sentir qualquer efeito indesejável nos dias seguintes, mantenha esta dosagem. Os sintomas associados a uma baixa produção de ácido gástrico deverão diminuir rapidamente.
  4. Em caso de refeição mais ligeira, ajuste a dosagem.
É possível associar Betaine HCl a um complemento natural destinado a combater a Helicobacter pylori, H. Pylori Fight, se suspeita que esta bactéria se possa ter instalado no seu estômago. Para maximizar a absorção das proteínas, aconselha-se igualmente adicionar a toma de um suplemento de aloé vera biológico. Por último, para reforçar a sua flora intestinal, que pode ter sido desestabilizada pela proliferação bacteriana permitida pela baixa acidez gástrica, pode ser muito útil associar-lhe o excelente complemento probiótico Probio Forte.
Do lado da fitoterapia, a hortelã-pimenta e a genciana são igualmente reconhecidas pela respetiva capacidade para estimular a secreção de ácido clorídrico.

Existem contra-indicações?

Os complementos de ácido clorídrico não são recomendados para as pessoas que sofrem de úlceras. São desaconselhados às grávidas que tenham problemas de acidez gástrica e também às pessoas que tomam anti-histamínicos (H2) ou inibidores da bomba de protões de tipo omeprazol ou outros genéricos.

Os comprimidos não devem ser esmagados na comida. Evite consumir álcool quando toma este complemento. Consulte previamente um profissional de saúde caso tome medicamentos contra a inflamação, por exemplo anti-inflamatórios não esteróides (AINS), aspirina ou ibuprofeno.

A betaína hidroclorido é um complemento nutricional utilizado há mais de um século para restabelecer naturalmente a acidez gástrica e apoiar a função digestiva. A betaína é uma substância totalmente natural, perfeitamente segura (10), que podemos encontrar numa ampla variedade de alimentos como as beterrabas, os espinafres e os cereais integrais. Tem vários benefícios adicionais:
  • contribuir para manter a água e os sais no organismo;
  • proteger as células e respetivos constituintes do stress ambiental;
  • ajudar o fígado a preservar-se das substâncias hepatotóxicas como o etanol ou o tetracloreto de carbono;
  • agir positivamente na esteatose hepática, nos cálculos biliares dolorosos e na hiperglicemia;
  • ajudar a melhorar a atividade cerebral, nomeadamente graças à sua qualidade de produtor de metionina;
  • propiciar os desempenhos físicos e atléticos, nomeadamente graças à sua capacidade de aumentar os níveis de óxido nítrico no organismo.
Composição
Dose diária: 4 comprimidos
Número de doses por caixa: 30
Quantidade por dose
Betaína HCl 2600 mg
Protease 3000 HUT/g 300 mg
Outros ingredientes: goma de acácia,
Conselhos de utilização
Tomar 4 comprimidos por dia. Cada comprimido contém 650 mg de betaína HCl e 75 mg de protease (225 HUT).
Ainda não há opiniões para este produto
0
Referências
  1. Tang G, Serfaty-Lacrosniere C, Camilo ME, et al. Gastric acidity influences the blood response to a B-carotene dose in humans. Am J Clin Nutr 1996;64:622-626.
  2. Brummer P, Kasanen A. The effect of hydrochloric acid on the indican metabolism in achlorhydria. Acta Medica Scan 1956;155:11-14.
  3. Takumi K, de Jonge R, Havelaar A. Modeling inactivation of Escherichia coli by low pH: application to passage through the stomach of young and elderly people. J. Appl Microbiol 2000 Dec;89(6):935-43.
  4. Sharp GS, Fister HW. The diagnosis and treatment of achlorhydria: ten-year study. J Amer Ger Soc 1967;15:786-791.
  5. Jonathan Wright, MD, The Digestive Theory of Aging, Part I, http://www.tahoma-clinic.com/aging.shtml.
  6. Eley T, Luo FR, Agrawal S, Sanil A, Manning J, Li T, Blackwood-Chirchir A, Bertz R. Phase I Study of the Effect of Gastric Acid Ph Modulators on the Bioavailability of Oral Dasatinib in Healthy Subjects. J Clin Pharmacol. 2009;49:700–709.
  7. Schilcher, H,: Deutshe Apotheker Zeitung 124:1433-1443 (1984) (Brundesanzeiger (Cologne, Germany): Nov. 30, 1985; March 13, 1986.
  8. El-Omar EM, Oien K, El-Nujumi A, Gillen D, Wirz A, Dahill S, Williams C, Ardill JE, McColl KE. Helicobacter Pylori Infection and Chronic Gastric Acid Hyposecretion. Gastroenterology. 1997;113:15–24.
  9. Walker, RI, Owen, RL. Intestinal barriers to bacteria and their toxins. Annu Rev Med. 1990;41:393–400
  10. Betaine Anhydrous for Oral Solution (Cystadane®, Package Insert) Rare Disease Therapeutics, Inc; Franklin

Pacotes sinergia

Novo
Betaine HCl
Betaine HCl
Uma fonte natural de ácido gástrico para uma digestão reforçada
19.00 €(21.44 US$)
Probio Forte™
Probio Forte™
Potente mistura de probióticos; 8 mil milhões de microrganismos por cápsula
Em DR Caps™ gastro-resistentes para uma eficácia ideal
29.00 €(32.73 US$)
Pack "Digestão e Conforto oro-gastrointestinal"
48.00 €(54.17 US$)
Novo
Betaine HCl
Betaine HCl
Uma fonte natural de ácido gástrico para uma digestão reforçada
19.00 €(21.44 US$)
H. Pylori Fight  100 mg
H. Pylori Fight 100 mg
O tratamento natural contra Helicobacter pylori
28.00 €(31.60 US$)
Pack "Digestão e Conforto oro-gastrointestinal"
47.00 €(53.04 US$)
Novo
Betaine HCl
Betaine HCl
Uma fonte natural de ácido gástrico para uma digestão reforçada
19.00 €(21.44 US$)
Organic Aloe Vera
Organic Aloe Vera
Alivia o sistema digestivo sem irritar
28.00 €(31.60 US$)
Pack "Digestão e Conforto oro-gastrointestinal"
46.97 €(53.01 US$)
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter
e ganhe um desconto permanente de 5%
Betaine HCl
-
+
19.00 €
(21.44 US$)
juntar ao cesto
© 1997-2020 Supersmart.com® - Reservados todos os direitos de reprodução
© 1997-2020 Supersmart.com®
Reservados todos os direitos de reprodução
Nortonx
secure
Warning
ok